Domingo é Show!
02/12/2018

Papo de Teatro: Parada de sucesso

Tatiana Cavalcanti
do Agora

Considerado um dos maiores musicais de todos os tempos, "O Fantasma da Ópera", há 30 anos em exibição na Broadway, em Nova York (EUA), é sucesso também em São Paulo.

Em cartaz desde agosto no Teatro Renault, na Bela Vista (região central), a versão brasileira já atraiu 200 mil espectadores e teve a atual temporada estendida por mais dois meses – poderá ser visto até 28 de fevereiro de 2019.

Os ingressos não são baratos (a partir de R$ 75), mas o investimento –mesmo nos setores que ficam longe do palco, mas, ainda assim, oferecem boa visão – vale a pena para quem deseja assistir à clássica história de amor entre o fantasma mascarado e sua pupila, a corista Christine.

Um dos destaques da peça é o famoso lustre, considerado um dos "personagens" mais interessantes e aguardados pelo público.

Todas as músicas são cantadas em português. Àqueles que se acostumaram a escutar clássicos como "Think of Me", "Masquerade" e, claro, o tema principal, "The Phantom of the Opera", com a batida famosa que mostra que o fantasma está presente, vão logo esquecer a questão do idioma e entrar na história.

O cenário e o figurino impressionam pela similaridade com o musical encenado no Majestic Theatre, na Broadway.

No Brasil, ainda falta o entrosamento entre os atores que já existe no espetáculo americano.

Mas a versão brasileira não deixa de emocionar e de encantar. O ator e tenor Thiago Aracam, 36 anos, é o responsável por interpretar o papel-título.

Na pele do fantasma que anda mascarado para esconder as deformidades do seu rosto e que vive assustando as pessoas nas catacumbas da Ópera de Paris, ele impressiona por sua voz.

"O Fantasma tem vontade de buscar o amor a qualquer preço. Mesmo com tudo o que apronta, ele espera por compaixão", afirma o ator Aracam.

Fantasma da Ópera Qua., qui. e sex., às 21h; sáb., às 16h e às 21h; e dom., às 15h e às 20h. No Teatro Renault (av. Brigadeiro Luís Antônio, 411, Bela Vista, tel. (11) 4003-5588). De R$ 75 a R$ 300 (há meia-entrada). 12 anos. Até 28 de fevereiro de 2019.

Kafka e seu pedido ao amigo que destruísse sua obra

Pouco tempo antes de ser internado em um sanatório na Áustria, o escritor tcheco Franz Kafka (1883-1924), autor de obras clássicas, como "A Metamorfose", fez um pedido estranho a um de seus melhores amigos, o também escritor Max Brod (1884-1968): queimar seus manuscritos após sua morte. Kafka morreu de tuberculose aos 40 anos.

Para o bem do mundo literário, Brod quebrou sua promessa e publicou as obras "O Processo" e "O Castelo", hoje consideradas grandes expoentes do universo kafkaniano.

É com base nessa história real que a peça "Um Beijo em Franz Kafka" mostra um diálogo fictício entre os dois escritores. Depois de discorrer um pouco sobre mulheres, família e literatura, Kafka revela o motivo de sua visita: a destruição de sua obra. Você cumpriria essa promessa? Eu não.

Hoje, às 20h. No Auditório Masp (av. Paulista, 1.578, Bela Vista, tel. (3251-5644)). R$60 (há meia-entrada). 16 anos.

Em cartaz:

"Que Monstro te Mordeu?"
No Monstruoso Mundo dos Monstros, Lali começa a conhecer novos amigos até encontrar o cientista monstrólogo Dr. Z. O local passa a ser de medo e intolerância. Cabe a Lali mostrar que a convivência com o diferente pode ser surpreendente.

Hoje, às 14h. No Teatro Sesi (av. Paulista, 1.313, em frente à estação Trianon-Masp do metrô, tel. (11) 3528-2000). Grátis. Livre.

CORTA!
Em salão de beleza de Higienópolis, Beto, bon-vivant, ignora a dura realidade de Celeste, inocente suburbana de Itaquera. Elza Soares aparece somente com a voz.

Sáb. e dom., às 20h. No Teatro Folha (av. Higienópolis, 618, Santa Cecília, tel. (11) 3823-2323). R$ 70 (há meia-entrada). 12 anos. Até 16/12.

"ClímaX!"
Vários personagens em seis diferentes contos resultam numa soma de diversos ''clímax'' e diferentes emoções, como amor não correspondido, solidão, medo, desespero, angústia e luxúria.

Sex., às 21h30; sáb., às 21h; e dom., às 19h. No Teatro Jaraguá (r. Martins Fontes, 71, Bela Vista , tel. (11) 3255-4380). R$60 (há meia-entrada). 14 anos. Até 9/12

Tatiana Cavalcanti, 38 anos, é jornalista pós-graduada em cultura pela PUC-SP. Filha de bilheteira de teatro, cresceu em meio a artistas e viu peças a vida toda. Acredita que o teatro é uma arte popular, que diverte e transforma.

Tem curiosidade para saber sobre uma peça? Nos avise e vamos assistir para lhe contar! Mande email a tatiana.cavalcanti@grupofolha.com.br

Índice

PUBLICIDADE

09/12/2018

Tratamentos paliativos aliviam dor de doentes terminais

Pop orquestrado

Veja de que forma os signos influenciam como escolher suas roupas

(A)ventura na Cozinha: Tradição lusitana

Consultório Médico

Colo de mãe: Não basta ser mãe

08/12/2018

Bom de Garfo: Unidos pelo parmegiana

Era uma Vez uma Novela: Uma nova Perpétua

Biblioteca da Vivi: Universo do bem

02/12/2018

Consultório Médico

(A)ventura na Cozinha: Cheiro de Natal

Colo de mãe: Pequena formanda

Biblioteca da Vivi: Dose Barbara

Papo de Teatro: Parada de sucesso

25/11/2018

Banda Carisma faz baile em que toca sucessos

Anos 1990 são tema da próxima novela da Globo

Consultório Médico

(A)ventura na Cozinha: Pudim de mentirinha

Colo de mãe: Gerenciadora de crises

Era uma Vez uma Novela: Rei das novelas

Bom de Garfo: Bom demais da conta, sô!

Biblioteca da Vivi: Mil palavras

10/11/2018

Conheça os bastidores da mudança de visual de Deborah Secco

Palavra cruzada pode ajudar na manutenção da saúde mental

Conheça as apostas de moda da São Paulo Fashion Week

Consultório Médico

(A)ventura na Cozinha: Olha o peixe cru!

Biblioteca da Vivi: Conto de uma cachorra

Colo de mãe: Como escolher a melhor escola

Bom de Garfo: Clássico é clássico

04/11/2018

Veterinários não indicam água e sabão para felinos

Consumo exagerado de doces provoca cáries e diabetes

Pais e filhos frequentam a academia juntos

Consultório Médico

(A)ventura na Cozinha: Combinação vencedora

Papo de Teatro: O eterno Vagabundo

Colo de mãe: Acolha seu filho

Biblioteca da Vivi: O livro da posse

28/10/2018

Roupas delicadas e íntimas devem ser lavadas de maneira adequada

Releitura dos anos 1980, calças clochard estão em alta

É possível treinar atitudes positivas em cães

Consultório Médico

(A)ventura na Cozinha: Clássico dos clássicos

Colo de mãe: Um dia eles partem

Era uma Vez uma Novela: Histórias do lado de lá

Bom de Garfo: Caipirinha, ora pois!

Biblioteca da Vivi: Mistérios reais

21/10/2018

Banda de samba-rock Sandália de Prata faz show na zona leste

Xampu micelar promete limpar os cabelos sem danificar os fios

Papo de Teatro: Família no palco

Mais notícias: 1 2 Próximo

De que você precisa?

Copyright Agora. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).