Domingo é Show!
02/12/2018

Consultório Médico

O meu sogro tem 82 anos. Há alguns dias, ele começou a babar. Isso pode ser uma doença?
G.

É provável que seja uma doença, sim. A salivação excessiva normalmente indica que o processo de deglutição, ou seja, de engolir, está prejudicado. Existem algumas enfermidades que podem provocar essa situação como Parkinson, esclerose lateral amiotrófica, miastenia gravis, entre outras. O indicado é procurar um neurologista ou um otorrinolaringologista para identificar a causa do problema. A partir disso, o médico irá recomendar o tratamento mais adequado.

Meu cabelo sempre foi muito oleoso, mas ultimamente está muito pior. Será que é nervosismo? Uso xampu para cabelo oleoso, mas não tenho sentido diferença. O que fazer?
K.

O cabelo é oleoso, porque a pele é oleosa. Desta forma, a raiz produz óleo em excesso e escorre para os fios. Usar xampu específico ajuda bastante, mas é preciso ficar atento aos seus hábitos de higiene e a outros produtos que são utilizados. O condicionador, por exemplo, só pode ser aplicado nas pontas do cabelo, nunca na raiz oleosa, porque obstrui os poros e piora o quadro. Lavar em excesso também pode causar um efeito rebote. Na lavagem, retiramos demais a proteção da pele e quando fazemos isso em excesso a pele acaba produzindo mais sebo para proteção. O estresse é outro fator que pode agravar a situação, já que produzimos hormônios diferentes, como o cortisol, que pode também causar alterações de pele, como oleosidade ou ressecamento e acne. Procure lavar os fios em dias alternados, com xampu específico, usar condicionador ou finalizadores apenas nas pontas e beber bastante líquidos: no mínimo, 2 litros por dia. Isso porque a desidratação corporal piora a oleosidade da pele. Se o problema ainda assim persistir, o ideal é procurar um profissional.

Desde que parei de tomar a pílula anticoncepcional, a minha pele está cheia de espinhas, especialmente na região do pescoço. Por que isso acontece? O que devo fazer?
J.

A interrupção do uso do contraceptivo oral está associado ao desenvolvimento de acne em boa parte das mulheres adultas. Nesta situação, as espinhas e os cravos se acumulam no terço inferior do rosto, no pescoço e no colo. O quadro tende a melhorar após alguns meses da interrupção do medicamento. Porém, se o problema persistir após esse período, o ideal é procurar logo um tratamento. Ainda não se sabe ao certo a causa, mas esse tipo de acne é chamada de hormonal e está associada aos hormônios masculinos e seus receptores. O tratamento segue os mesmos preceitos da espinha comum, mas pode se prolongar por um tempo maior. É importante avaliar se existem diagnósticos diferenciais, como a acne provocada por reações alérgicas e erupção acneiforme, quando há a reação a algum remédio.

Quem responde:

Fabio Porto, 36 anos, é neurologista do Hospital das Clínicas de São Paulo.

Fernanda Junqueira, 31 anos, é dermatologista pelo Hospital das Clínicas.

Vivi Afecto, 36 anos, é esteticista e cosmetóloga da Vivi Afecto Estética Avançada.

Dúvida sobre saúde? Envie sua pergunta

Email: domingoeshow@grupofolha.com.br
WhatsApp: (11) 97549-7959
Endereçovirtual: agora.uol.com.br/falecomoagora
Endereço para cartas: al. Barão de Limeira, 425, Campos Elíseos, 4º andar, CEP 01202-900, São Paulo/SP.
Telefone para contato: (11) 3224-4243

Índice

PUBLICIDADE

09/12/2018

Tratamentos paliativos aliviam dor de doentes terminais

Pop orquestrado

Veja de que forma os signos influenciam como escolher suas roupas

(A)ventura na Cozinha: Tradição lusitana

Consultório Médico

Colo de mãe: Não basta ser mãe

08/12/2018

Bom de Garfo: Unidos pelo parmegiana

Era uma Vez uma Novela: Uma nova Perpétua

Biblioteca da Vivi: Universo do bem

02/12/2018

Consultório Médico

(A)ventura na Cozinha: Cheiro de Natal

Colo de mãe: Pequena formanda

Biblioteca da Vivi: Dose Barbara

Papo de Teatro: Parada de sucesso

25/11/2018

Banda Carisma faz baile em que toca sucessos

Anos 1990 são tema da próxima novela da Globo

Consultório Médico

(A)ventura na Cozinha: Pudim de mentirinha

Colo de mãe: Gerenciadora de crises

Era uma Vez uma Novela: Rei das novelas

Bom de Garfo: Bom demais da conta, sô!

Biblioteca da Vivi: Mil palavras

10/11/2018

Conheça os bastidores da mudança de visual de Deborah Secco

Palavra cruzada pode ajudar na manutenção da saúde mental

Conheça as apostas de moda da São Paulo Fashion Week

Consultório Médico

(A)ventura na Cozinha: Olha o peixe cru!

Biblioteca da Vivi: Conto de uma cachorra

Colo de mãe: Como escolher a melhor escola

Bom de Garfo: Clássico é clássico

04/11/2018

Veterinários não indicam água e sabão para felinos

Consumo exagerado de doces provoca cáries e diabetes

Pais e filhos frequentam a academia juntos

Consultório Médico

(A)ventura na Cozinha: Combinação vencedora

Papo de Teatro: O eterno Vagabundo

Colo de mãe: Acolha seu filho

Biblioteca da Vivi: O livro da posse

28/10/2018

Roupas delicadas e íntimas devem ser lavadas de maneira adequada

Releitura dos anos 1980, calças clochard estão em alta

É possível treinar atitudes positivas em cães

Consultório Médico

(A)ventura na Cozinha: Clássico dos clássicos

Colo de mãe: Um dia eles partem

Era uma Vez uma Novela: Histórias do lado de lá

Bom de Garfo: Caipirinha, ora pois!

Biblioteca da Vivi: Mistérios reais

21/10/2018

Banda de samba-rock Sandália de Prata faz show na zona leste

Xampu micelar promete limpar os cabelos sem danificar os fios

Papo de Teatro: Família no palco

Mais notícias: 1 2 Próximo

De que você precisa?

Copyright Agora. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).