Nas ruas
23/04/2012

Transporte escolar gratuito é bom, mas precisa de ajustes

Paula Felix e Tatiana Santiago
do Agora

O TEG (Transporte Escolar Gratuito) foi criado pela Prefeitura de São Paulo para facilitar o acesso de estudantes deficientes ou que moram a mais de 2 km das escolas de ensino infantil e fundamental.

Atualmente, 77.805 alunos são atendidos pelo programa que conta com quase 2.000 veículos, entre convencionais e adaptados para deficientes.

Em quatro dias, o Vigilante Agora percorreu 11 escolas da capital, de todas as regiões, encontrando unidades onde o serviço funciona bem e outros onde os critérios de seleção não são obedecidos.

Na zona oeste, o pai de um aluno de dez anos que mora a 2,4 km da escola não conseguiu o TEG e desistiu.

No Alto da Lapa (zona oeste), uma das cinco vans do serviço não estava identificada e alunos que moram a mais de 2 km não conseguiram vagas.

Resposta

A Secretaria Municipal da Educação informou, por nota, que abre prazo para que os pais busquem a escola e solicitem o transporte, por meio de uma ficha a ser preenchida todos os anos.

A pasta disse que o número de crianças atendidas pelo programa caiu nos últimos anos, porque os alunos estão sendo matriculados perto de casa. Afirmou ainda que o número de veículos e de alunos deficientes atendidos aumentou.

Sobre o caso de Silene de Sousa, que leva o filho deficiente no colo para a escola na Bela Vista, a pasta afirmou que "escola entrará em contato com a família para providenciar o atendimento".

Para o caso do pai que desistiu do TEG na zona oeste, a secretaria sugeriu que ele preencha o formulário. A pasta disse que a doméstica Rubergane dos Santos e as demais mães que moram na zona norte devem solicitar o TEG na escola da Lapa.

O carro sem identificação que atende a unidade foi orientado a se regularizar.

Sobre a situação do filho de Rosangela Rodrigues, que estuda na zona leste, a pasta informou que havia uma rua movimentada e sem um local seguro para travessia perto da casa da família, mas que obras recentes resolveram o problema.

"Houve diminuição no tráfego e a rua Dr. José do Amaral deixou de ser considerada uma barreira física. Como os alunos moram a um quilômetro da escola, eles não têm direito ao benefício.

Em relação às escolas do Campo Limpo, que transportam um número pequeno de alunos, a pasta disse que as vans levam alunos de outras unidades e preenchem a capacidade.

  • Leia esta reportagem completa na edição impressa do Agora nesta segunda, 23 de abril, nas bancas

Leia mais

Índice

PUBLICIDADE

31/07/2016

Obra mais cara da Olimpíada, metrô do Rio é inaugurado

Caça-fantasma faz vistoria em igreja mal-assombrada

Ladrão faz 6 reféns em bar de Perdizes

Negociadora de reféns do Gate treina com a família

Bons e baratos, espetinhos viram febre na zona leste

Distração exagerada pode ser sintoma de doença em criança

30/07/2016

Médico debocha de paciente em foto

Reforma de calçada para na zona leste

Pesquisa com animais mortos causa mau cheiro em avenida

Russomanno afirma que vai rever velocidade da marginal

Cirurgia plástica para afinar rosto é feita por dentistas

29/07/2016

PF prende no Rio suspeito de ligação com terroristas

Marta diz que não vai aumentar taxas e ataca improviso de Haddad

Prédio da Saúde está sem elevadores

Paciente deixa Santa Casa para pagar cirurgia particular

Prefeitura faz miniciclovia de 30 metros em avenida

Haddad corta van escolar de alunos de CEU na zona leste

28/07/2016

Carro da subprefeitura invade corredor e atropela três

Rua enfrenta infestação de escorpiões

Mulher faz falsa ameaça de bomba e para aeroporto

Donos da Kiss e músicos vão a júri popular por 242 mortes

Ricos devem pagar mais IPTU, afirma Luiza Erundina

Familiares de pacientes em UTI são alvo de golpistas

27/07/2016

Autorretrato de PM armado ao lado de jovem é investigado

Retrato exibe suspeito de fazer ataques com seringa

Corte de publicidade explica avaliação ruim, diz Haddad

Dobra o número de idosos com passe livre no metrô

Linhas de ônibus com mais roubos passam pela Lapa

26/07/2016

Jovem de 18 anos diz que foi estuprada por três homens no interior

Fogo em favela mata menino cadeirante

Reintegração de posse acaba em confronto na zona oeste

Bilhete Único especial não terá recarga

Lotado, hospital da Olimpíada manda pacientes embora

25/07/2016

Secretaria diz que prende mais

Av. Paulista tem onda de furtos em maio

Técnico tortura mulher após ver WhatsApp

Prefeitura diz que trabalho é preventivo

Defeito em freio é principal falha em ônibus municipais

Companhia nega falhas e diz que público aumenta nas férias

Atendimento no Poupatempo tem filas e queda de sistema

Haddad e Erundina atacam Marta ao lançar candidaturas

Prédio é obrigado a ter rampas para deficientes

24/07/2016

Inspeção de voo pega item estranho

Área das maiores mansões abrigaria 107 mil famílias

Secretaria afirma que acordo beneficia o Metrô

Alckmin perdoa dívida de R$ 116 milhões da Alstom

Casa onde morou médico nazista vira bufê de festas

Pescadores voltam a vila fantasma após represa subir

Tempo frio amplia riscos de contrair doenças respiratórias

23/07/2016

Presos estudaram construção de bombas, diz procurador

Mais notícias: 1 2 3 4 5 Próximo

De que você precisa?

Copyright Agora. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).