Nas ruas
23/04/2012

Transporte escolar gratuito é bom, mas precisa de ajustes

Paula Felix e Tatiana Santiago
do Agora

O TEG (Transporte Escolar Gratuito) foi criado pela Prefeitura de São Paulo para facilitar o acesso de estudantes deficientes ou que moram a mais de 2 km das escolas de ensino infantil e fundamental.

Atualmente, 77.805 alunos são atendidos pelo programa que conta com quase 2.000 veículos, entre convencionais e adaptados para deficientes.

Em quatro dias, o Vigilante Agora percorreu 11 escolas da capital, de todas as regiões, encontrando unidades onde o serviço funciona bem e outros onde os critérios de seleção não são obedecidos.

Na zona oeste, o pai de um aluno de dez anos que mora a 2,4 km da escola não conseguiu o TEG e desistiu.

No Alto da Lapa (zona oeste), uma das cinco vans do serviço não estava identificada e alunos que moram a mais de 2 km não conseguiram vagas.

Resposta

A Secretaria Municipal da Educação informou, por nota, que abre prazo para que os pais busquem a escola e solicitem o transporte, por meio de uma ficha a ser preenchida todos os anos.

A pasta disse que o número de crianças atendidas pelo programa caiu nos últimos anos, porque os alunos estão sendo matriculados perto de casa. Afirmou ainda que o número de veículos e de alunos deficientes atendidos aumentou.

Sobre o caso de Silene de Sousa, que leva o filho deficiente no colo para a escola na Bela Vista, a pasta afirmou que "escola entrará em contato com a família para providenciar o atendimento".

Para o caso do pai que desistiu do TEG na zona oeste, a secretaria sugeriu que ele preencha o formulário. A pasta disse que a doméstica Rubergane dos Santos e as demais mães que moram na zona norte devem solicitar o TEG na escola da Lapa.

O carro sem identificação que atende a unidade foi orientado a se regularizar.

Sobre a situação do filho de Rosangela Rodrigues, que estuda na zona leste, a pasta informou que havia uma rua movimentada e sem um local seguro para travessia perto da casa da família, mas que obras recentes resolveram o problema.

"Houve diminuição no tráfego e a rua Dr. José do Amaral deixou de ser considerada uma barreira física. Como os alunos moram a um quilômetro da escola, eles não têm direito ao benefício.

Em relação às escolas do Campo Limpo, que transportam um número pequeno de alunos, a pasta disse que as vans levam alunos de outras unidades e preenchem a capacidade.

  • Leia esta reportagem completa na edição impressa do Agora nesta segunda, 23 de abril, nas bancas

Leia mais

Índice

PUBLICIDADE

24/02/2018

Haddad e Doria desprezam projeto para o Ibirapuera

Mortes por febre amarela no Estado sobem para 93

Com paus e pedras, grupo faz quebra-quebra no centro

Exército faz foto e ficha moradores de favelas no Rio

Mais um é assassinado em disputa pelo poder no PCC

23/02/2018

Suposto operador do PSDB tinha R$ 113 milhões na Suíça

Dono de casa de câmbio leva tiros em emboscada

Polícia Militar do Rio tem mais sargentos que soldados

Policial vira réu por mortes durante racha na Imigrantes

Hospital referência para febre amarela tem menos leitos

Falta informação sobre febre amarela em UBSs de Itaquera

22/02/2018

Vereadores usam grana com troféus e site desatualizado

Exército terá que recuperar a estrutura da polícia no Rio

Jovem é morto em roubo em ponto de ônibus no Morumbi

Parque do Carmo é fechado por risco de febre amarela

Demora de ônibus é principal reclamação de passageiros

21/02/2018

Grávidas e mães de crianças vão para prisão domiciliar

Exército cerca favelas para sufocar traficantes no Rio

Polícia prende 48 suspeitos de pedofilia na Grande SP

Réu em 12 processos vai assumir o lugar de Maluf

Doria volta a atrasar entrega do Hospital de Parelheiros

20/02/2018

Motorista tem cabeça furada durante briga de trânsito

Temer quer mandado coletivo para entrar em casas no Rio

Estudantes são dispensados em greve da rede municipal

UBSs entregues por Haddad ainda estão sem funcionar

19/02/2018

Pátios de delegacias ainda têm carros abandonados

Número 1 do PCC fora dos presídios é morto no Ceará

Subsecretário é indiciado por atentado contra jornalista

Desafios da internet colocam crianças e jovens em risco

De olho na sucessão em SP, França intensifica agenda

Daniela Mercury fecha o Carnaval com samba e axé

Limpeza da caixa-d'água deve ser feita 2 vezes ao ano

18/02/2018

Investigadores acusam PMs de abuso em ação no tráfico

Polícia sucateada é desafio de fogo para intervenção

Saiba como se exercitar nos aparelhos de ginástica de praças

Mãe que ficou presa em cela com bebê diz ser inocente

Justiça condena secretário de Doria por fraude no Metrô

Anitta usa biquíni de fita no Rio de Janeiro

Claudia Leitte leva multidão à 23 de Maio em festa baiana

17/02/2018

Atrase o seu relógio em 1 hora à meia-noite de hoje

Jovem que ficou em cela com bebê deixa prisão

Rainhas do axé fecham a folia

Estado confirma 3 mortes por febre amarela na capital

Muita mídia, diz interventor sobre violência atual no Rio

Temer inicia intervenção federal na segurança do Rio

Intervenção no Rio complica reforma das aposentadorias

16/02/2018

PM aposentado é morto ao reagir a assalto no Jaguara

Chuva recorde mata 4 e deixa rastro de destruição no Rio

Menino foge do Peru para conhecer ídolos em Sorocaba

AACD fecha unidade na Mooca por falhas na energia elétrica

Mais notícias: 1 2 3 4 5 Próximo

De que você precisa?

Copyright Agora. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).