Grana
12/09/2012

Luz pode ter redução maior do que 16%, afirma Dilma

Folha de S. Paulo

A presidente Dilma Rousseff disse ontem que os cortes no preço da energia elétrica para consumidores residenciais e industriais pode ser maior do que os percentuais anunciados na última semana, de 16,2% a 28%.

O custo menor da conta de luz, entretanto, dependerá de um pagamento de R$ 3,3 bilhões que o governo fará ao setor, além da redução de encargos que deverá ser feita a partir do ano que vem.

A previsão inicial era de que os consumidores residenciais pagassem 16,2% a menos em suas faturas, enquanto as indústrias teriam abatimento de 19% a 28%.

A definição exata sobre o valor do corte --ou seja, além desses percentuais-- dependerá de estudo da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) sobre cada empresa fornecedora de energia.

A Aneel fará a revisão tarifária de todas as distribuidoras de energia do país no início do ano que vem. De acordo com a agência, serão abatidos dos pagamentos encargos como a CCC (Conta de Consumo de Combustíveis), RGR (Reserva Global de Reversão) e parte da CDE (Conta de Desenvolvimento Energético), que não aparecem na conta de luz do consumidor, pois são pagos pelas empresas.

Índice

PUBLICIDADE

04/09/2015

Confira quanto receberá de atrasados em novembro

Clientes da Unimed ficam sem consulta

03/09/2015

Unimed Paulistana vai deixar de atender 744 mil clientes

Revisão da poupança pode demorar 13 anos

02/09/2015

Revisão da poupança é congelada no Supremo

Garanta o auxílio-doença durante a greve do INSS

01/09/2015

Petrobras reajusta em 15% o botijão de gás

Teto das aposentadorias será de R$ 5.115 em 2016

31/08/2015

Confira as vantagens da aposentadoria por idade

Veja as queixas contra planos de saúde

Para driblar a crise, lojas decidem fazer promoções

30/08/2015

Saiba quanto tempo falta para ter o benefício integral

Com crise, jovens saem em busca de emprego

29/08/2015

Bandeira extra na conta de luz cai para R$ 4,50

Confira como garantir a aposentadoria na greve

28/08/2015

Greve faz segurado esperar até 2016 para se aposentar

Governo estuda recriar o imposto do cheque

27/08/2015

Veja 1ª parcela do 13º para quem se aposentou em 2015

Só Banco do Brasil terá o consignado maior

26/08/2015

43.824 receberão atrasados do INSS de até R$ 47.280

Conta de luz poderá subir 10% em 2016

25/08/2015

Botijão de gás fica mais caro em 1º de setembro

Governo vai pagar metade do 13º do INSS no mês que vem

24/08/2015

Entenda o que pode mudar nas aposentadorias do INSS

Supremo deve definir troca de aposentadoria

Veja como fazer acordo e receber antes o precatório

23/08/2015

Consumidores mudam hábitos para economizar

Veja quanto ganhar com os atrasados trabalhistas

Aposentados receberão 25% do 13º em setembro

22/08/2015

Governo avalia dividir 13º do aposentado em três partes

Inflação em agosto é a maior desde 2003

21/08/2015

Contribuinte na malha fina vai receber carta

Veja se ainda pode entrar na revisão dos auxílios

20/08/2015

Tribunal suspende ações de atrasados maiores

Veja como fica o saldo do FGTS com correção maior

19/08/2015

Deputados aprovam correção maior do FGTS

Governo vai antecipar grana do 13º dos aposentados

18/08/2015

Governo tenta liberar grana do 13º do INSS em setembro

Bancos podem liberar o consignado maior

17/08/2015

Veja 15 situações possíveis para sacar a grana do FGTS

Saiba os 10 passos para abrir o seu negócio

Confira as revisões que podem ser pedidas no INSS

16/08/2015

Conheça histórias de quem aceitou ter salário menor

Confira como programar a aposentadoria em 10 passos

Aumentam opções de aluguéis mais baratos

15/08/2015

Governo busca saída para antecipar 13º salário do INSS

Venda de 73 planos de saúde é suspensa

14/08/2015

Confira como recuperar o benefício devolvido ao INSS

Justiça Federal pede R$ 26 bi para atrasados

13/08/2015

Crise ameaça antecipação do 13º dos aposentados

Mais notícias: 1 2 3 4 5 Próximo

De que você precisa?

Copyright Agora. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).