Brasil
21/08/2010

Dilma abre 17 pontos sobre Serra e venceria no primeiro turno

Folha de S.Paulo

Depois de três dias de propaganda eleitoral no rádio e na TV, a candidata à Presidência, Dilma Rousseff (PT), dobrou sua vantagem sobre seu principal a adversário, José Serra (PSDB), e seria eleita no primeiro turno se a eleição fosse hoje.

Segundo pesquisa Datafolha realizada ontem em todo o país, com 2.727 entrevistas, Dilma tem hoje 47%, contra 30% de Serra. Na semana anterior, na pesquisa feita entre os dias 9 a 12, a petista estava com 41% contra 33% do tucano. A diferença de 8 pontos subiu para 17 pontos. Marina Silva (PV) oscilou negativamente um ponto e está com 9%. A margem de erro máxima do levantamento é de dois pontos percentuais.

Candidatos de partidos pequenos não pontuaram. O percentual dos que dizem votar em branco, nulo ou nenhum é de 4%. E os indecisos somam 8%.

Quando são calculados só os votos válidos, os que são dados aos candidatos (desconsiderados os brancos e os nulos), Dilma vai a 54%. Ou seja, teria acima de 50% e ganharia a disputa em 3 de outubro.

A petista cresceu ou oscilou positivamente dentro da margem de erro em todos os segmentos pesquisados pelo Datafolha, exceto entre os de maior renda (acima de dez salários mínimos mensais). Dilma tinha 28% de intenção de voto entre os mais ricos e manteve esse percentual. Serra recuou de 44% para 41%.

Hoje, o tucano não lidera em nenhuma região do país. Seu melhor desempenho é o empate técnico no Sul (40% contra 38% de Dilma). No Sudeste, ele perde de 42% a 33%. No Norte/Centro-Oeste, Dilma tem 50% contra 27% do tucano. No Nordeste, a petista tem 60% contra apenas 22% do rival.

Na disputa de um segundo turno, Dilma teria 53% contra 39% de Serra. Há uma semana, a petista tinha 49% e o tucano, 41%.

Índice

PUBLICIDADE

11/12/2018

Auxiliar fazia saques após depósitos de valor similar

Bolsonaro defende poder popular sem intermediários

10/12/2018

Bolsonaro inicia a segunda fase de transição do governo

08/12/2018

Anúncio do decreto AI-5 completa 50 anos

Bolsonaro chama reunião para tentar colocar paz no PSL

A cada dois dias, ex-assessor de Flávio Bolsonaro fazia saque

07/12/2018

Bolsonaro escolhe pastora para comandar ministério

Grana de ex-assessor de Flávio Bolsonaro é suspeita

05/12/2018

Bolsonaro usa ameaça de volta do PT para ter apoio

04/12/2018

Com Moro, Polícia Federal deve ir para cima de políticos

Governo de Jair Bolsonaro ficará com 22 ministérios

01/12/2018

Fraude com CPF viabilizou uso de WhatsApp na eleição

Polícia Federal abre inquérito para investigar Paulo Guedes

Bolsonaro dá espaço para militares que foram ao Haiti

30/11/2018

Preso, Pezão é acusado de manter esquema de Cabral

Supremo tem maioria para liberar o indulto de Temer

29/11/2018

Se indulto de Temer passar, será o último, diz Bolsonaro

Pena de Palocci diminui e ex-ministro vai para casa

28/11/2018

Moro quer seguir modelo da Lava Jato em ministério

Para guru de Jair Bolsonaro, a esquerda é catastrófica

27/11/2018

Temer sanciona reajuste para ministros do Supremo

23/11/2018

'Não devemos comprar briga que não podemos vencer'

Após polêmica, pasta da Educação terá colombiano

22/11/2018

Escolha para Educação gera crise com bancada evangélica

21/11/2018

Bolsonaro decide manter ministro de Temer na CGU

Justiça sob Sergio Moro quer asfixiar o crime organizado

20/11/2018

Moro leva time da Lava Jato para trabalhar em Brasília

Não se cogita privatização, diz futuro chefe da Petrobras

15/11/2018

Embaixador vai assumir a pasta de Relações Exteriores

Lula questiona Lava Jato e nega acusações sobre sítio

Cuba sai do Mais Médicos por divergir de Bolsonaro

14/11/2018

Procuradoria apura mais um caixa 2 de Onyx Lorenzoni

10/11/2018

Bolsonaro não é a volta dos militares, afirma Villas Bôas

Delatores da JBS e vice de Minas Gerais vão para cadeia

Bolsonaro afirma que vai querer conhecer Enem antes

09/11/2018

Ministros do Supremo dizem que reajuste não é aumento

Deputados do Rio são presos por suspeita de mensalinho

08/11/2018

Senado aprova reajuste para ministros do Supremo

Oficial da Marinha deve ir para a pasta da Defesa, diz Mourão

07/11/2018

Presidente eleito defende Constituição e recebe avisos

Bolsonaro é moderado e sensato, afirma Sergio Moro

06/11/2018

Procuradoria pede urgência para julgamento de Battisti

Estrutura para a transição aponta fusão de ministérios

05/11/2018

Em culto, Bolsonaro chora e diz atribuir vitória a Deus

03/11/2018

País teve ao menos 41 casos de agressão à livre expressão

Doria mudou estratégia na reta final para frear França

Moro deve ter confronto de ideias com ministros do STF

02/11/2018

Petistas criticam decisão de magistrado ir para governo

Juiz forçou os limites da lei para combater a corrupção

Moro deixa Lava Jato e terá superministério da Justiça

Mais notícias: 1 2 3 4 5 Próximo

De que você precisa?

Copyright Agora. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).