Nas ruas
07/03/2010

Mulheres avançam em profissões masculinas

Folha de S.Paulo

Nos últimos 30 anos, as mulheres aumentaram sua presença em ocupações tradicionalmente masculinas. Mas o inverso não ocorreu e profissões consideradas majoritariamente femininas permanecem com um baixo percentual de homens atuantes.

A constatação é da pesquisadora Regina Madalozzo, do Insper, que comparou na Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, do IBGE) o percentual de mulheres em 21 ocupações entre os anos de 1978 e 2008.

No final da década de 70, menos de um quinto dos advogados e médicos eram mulheres. Hoje, elas são quase metade dos profissionais dessas áreas.

Algumas carreiras seguem altamente masculinas, mas, mesmo nelas, é possível identificar aumento da participação feminina. Entre engenheiros, por exemplo, a proporção foi de 5% para 11%. Entre os motoristas, o número de mulheres continua pequeno --o crescimento de 1978 a 2008 foi de 0,2% para 1,4%. Maria Aparecida Lemos, 40 anos, dirige ônibus há nove anos e afirma que, no começo, alguns passageiros faziam sinal para que ela parasse, mas não subiam.

Ela trabalha na mesma empresa que Maria Machado, 33 anos, que também notou reações estranhas. "No Carnaval passado, turistas pediram para tirar uma foto comigo ao me verem no volante."

Papéis trocados
Se elas demonstram vontade e capacidade de atuar em ocupações onde eram minoria, o mesmo não se deu com os homens em relação a áreas majoritariamente femininas.

Em 30 anos, houve pouca alteração nos percentuais masculinos de enfermeiros, professores, profissionais de creche ou costureiros.

"Embora ganhando menos que os homens nas mesmas ocupações, as mulheres estão entrando em áreas tradicionalmente masculinas. Eles, no entanto, não aceitam, ou não são bem aceitos, em profissões dadas como femininas", afirma Regina Madalozzo.

A desigualdade entre os salários de homens e mulheres diminuiu no Brasil nos últimos 30 anos, mas o diferencial é, quase sempre, favorável aos homens. Dados tabulados a partir da Pnad de 2008 mostram que, de um total de 61 ocupações analisadas, em apenas seis o rendimento das mulheres por hora de trabalho superava o de homens.

Mesmo em profissões em que a participação masculina é inferior a 20%, como o secretariado, o rendimento delas é, em média, menor.

Nas poucas áreas em que as mulheres têm rendimentos maiores, Regina Madalozzo explica que, frequentemente, isso ocorre porque o nível de escolaridade delas é superior ao dos homens na mesma profissão.

Índice

PUBLICIDADE

18/04/2015

Hospital de referência tem raio-X quebrado há três dias

Pacientes crônicos reclamam de falta de medicamentos

Metrô tem 11 trens fora de operação há ao menos 1 ano

Blogueiro anti-PT recebe grana do governo Alckmin

Polícia reabre caso e investiga se cúmplice ajudou Elize

17/04/2015

Bairros líderes em dengue ficam mais tempo sem água

Pane na linha 3 causa atrasos e lota estações do metrô

Greve de professores afeta 12 das melhores escolas estaduais

Ataques deixam 6 mortos em 30 minutos em Parelheiros

Ambulatório na Lapa vai fechar, reclamam pacientes

16/04/2015

Moradores reclamam de favelinha sob viaduto

Tenda contra dengue fica ao lado de carcaças de carros

Bairros passam a ficar sem água quase 20 horas por dia

Justiça arquiva processo contra PM que matou camelô

Brasil tem cada vez mais gordinhos

15/04/2015

Sabesp dá bônus a diretores sem cumprir todas as metas

Moradores reclamam de lixão em terreno na zona norte

Tenda da dengue tem espera no primeiro dia na Freguesia

Aquário ganha ursos polares

Mulher de motoboy morto nega que esteja grávida

14/04/2015

Cego morre atropelado após cair nos trilhos do metrô

Canteiro atrapalha ciclovia nos Jardins

Moradores querem barrar hotel de viciados no centro

Paciente espera até 5 h por triagem em pronto-socorro

Comissão da maioridade quer redução para crimes graves

Jovem sai do coma e descobre ser mãe

13/04/2015

Protestos anti-Dilma tomam o país, mas perdem a força

Comerciantes e pensionistas reclamam da crise econômica

Combater a corrupção é meta constante, diz Dilma

Prédios novos da CDHU têm infiltrações e rachaduras

PM de folga é morto com tiro na cabeça em Santo André

Perueiros viram empresários e faturam R$ 2,6 bi por ano

Pisada errada pode causar dor e lesões nos joelhos e na coluna

12/04/2015

Sacolas não aguentam peso menor que o recomendado

Acesso a porto de Santos é liberado

Passageiras do metrô correm risco em estações perigosas

'Vivo com muita tristeza', diz jovem baleada por policial

Em homenagens, cinzas de mortos viram pinturas

Idoso deve tomar vacina contra a pneumonia a cada cinco anos

11/04/2015

Praça no Campo Limpo é só mato, reclamam moradores

Moradores culpam lixo e entulho por dengue no Pari

Jardins é o bairro que mais gasta água em São Paulo

Zelador diz que era amante de mulher de rapaz morto

Piloto pousa avião no mar no Rio

Médico é afastado após se negar a atender menina

10/04/2015

Pais de alunos reclamam de goteiras em salas de aula

Com concentração de dengue, Pari entra em emergência

Gato na escada é polêmica da rede

Mala com cocaína quase leva casal inocente a prisão

Ex-preso detém vigilante acusado de abuso em trem

Mais notícias: 1 2 3 4 5 Próximo

De que você precisa?

Copyright Agora. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).