Nas ruas
29/10/2009

Carne vencida era servida em escola e hospital

Luis Kawaguti
do Agora

A Polícia Civil fechou ontem um frigorífico que armazenava mais de 30 toneladas de carne com validade vencida ou prestes a vencer. O alimento era reembalado com datas de validade falsas e vendido para hospitais, creches, escolas e penitenciárias de São Paulo e mais dois Estados.

O frigorífico ficava na rua João Graeber, 164, no Parque São Lucas (zona leste de SP). No local havia carne bovina, suína, de peixe e embutidos em cinco câmaras frias repletas de sujeira e bolor. Havia alimentos armazenados sem refrigeração em corredores.

Fabio Braga/Folha Imagem
Produtos vencidos e mal acondicionados em frigorífico
Produtos vencidos e mal acondicionados em frigorífico

"Os clientes são, na maioria, prefeituras, hospitais, penitenciárias e algumas empresas privadas", disse o delegado Anderson Pires Giampaoli, da 2ª Delegacia de Saúde Pública do DPPC (Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania). Segundo ele, a polícia acredita que o grupo, cujo dono é o empresário Eduardo Antônio Gouveia dos Santos, 57 anos, usava pelo menos quatro razões sociais, entre elas, frigorífico Gouveia Santos, para participar de diferentes tipos de licitação.

De acordo com a polícia, as empresas dele conseguiam vencer as licitações porque compravam carne prestes a vencer de outros frigoríficos por preços muito mais baixos que os de mercado.

A carne então era descongelada e recebia novas embalagens e etiquetas com carimbos federais e datas de vencimento futuras. Depois, ela era reembalada e congelada.

A reportagem encontrou no frigorífico peças de carne com validade vencida há um ano e meio que haviam recebido novo prazo de validade datado de janeiro de 2010.

Segundo levantamento preliminar da polícia, entre os clientes estavam mais de 20 prefeituras de São Paulo e de Minas Gerais --que usavam os alimentos para fazer merenda escolar e comida de hospital.

Também recebiam carne a Secretaria de Estado da Administração Penitenciária, que abastecia pelo menos dez penitenciárias e o Hospital do Servidor Público Municipal. A Secretaria da Segurança Pública do Mato Grosso do Sul também era cliente.

Resposta
O frigorífico funcionava no mesmo local havia sete meses e começou a ser investigado pelo DPPC há um mês e meio, depois de uma denúncia.

O grupo de empresas já havia sido autuado pelo menos quatro vezes pela Vigilância Sanitária, segundo a polícia, e por isso sempre mudava de lugar. A gerente Sandra Suguiura Cardoso, 52 anos, foi presa em flagrante por falsificação de documentos, por crime contra relações de consumo e por corromper gêneros alimentícios, segundo o delegado. O dono do local não foi encontrado. Procurado, o advogado dos dois suspeitos, Carlos Brito Silva, não quis falar sobre o caso com a imprensa.

Leia mais

100 Serviços

Índice

PUBLICIDADE

19/10/2017

MEC libera Prouni para o professor que é formado

Supremo decide hoje se gay pode ser doador de sangue

Monotrilho de Alckmin até Congonhas dará prejuízo

Doria afirma que vai servir comida em pó na merenda

Multa de trânsito poderá ser paga no cartão de crédito

Vigilante mata ex-mulher e se suicida em Artur Alvim

18/10/2017

Falso policial dos Jardins é reconhecido por 24 mulheres

Acusações sobre a PM podem levar a 200 quebras de sigilo

Tábua dificultava entrada de meninas em baú de veículo

Mercado não pode cobrar por sacola com propaganda

Modelo sofre queimaduras em sessão de bronzeamento

Agressões a motoristas de ônibus crescem na capital

17/10/2017

Quadrilha mata policial em mega-assalto

Tráfico tortura dupla após morte de meninas em favela

Comida para pobres proposta por Doria é alvo de polêmica

Subprefeitura não recolhe carros abandonados na rua

Fila de exames de 30 dias só em 2020, prevê prefeitura

16/10/2017

Síndicos precisam redobrar cuidados com documentação

Polícia mata 1 adolescente por semana na periferia

4 terreiros foram alvos de ataque no Estado desde maio

Abandonado, parque na zona leste tem lago de lama

Ônibus na periferia são sujos, quentes e não têm internet

15/10/2017

Jovem é preso por matar ex-namorada de 16 anos

Crianças devem evitar sucos industrializados e refrigerantes

Garotos pegam pistola de ex-PM e um morre baleado

Bairro da zona leste ganha aplicativo para reclamações

Novo homem-placa distribui folheto em rua movimentada

Inseminação dentro de casa é barata e cria polêmica

14/10/2017

Moradores querem expulsar novo albergue da Barra Funda

Meninas podem ter sido mortas por pessoa próxima

Relógio deve ser adiantado hoje para o horário de verão

Procon vê irregularidades em 10 parques de diversão

Ciclistas reclamam de falhas em serviço para alugar bikes

13/10/2017

Papa pede ânimo na luta contra egoísmo e corrupção

Milhares enfrentam calor de 36°C por amor a Aparecida

Sete bairros da zona leste lideram mortes em assalto

Doria levaria 10 anos para cumprir meta de fila na creche

12/10/2017

Devotas pintam unhas com homenagem para Aparecida

Nossa Senhora recebe coroa especial pelos seus 300 anos

Falso policial suspeito de estupros nos Jardins é preso

Jornalista morre baleado em assalto em ponto de ônibus

Aplicativo da prefeitura para táxi dará desconto de 40%

11/10/2017

50 mil vão a show com padres

Missa das crianças lembra vítimas de ataque a creche

Chimpanzés fogem e tentam invadir casa

Mais um homem é preso suspeito de abuso em ônibus

Delegado da Polícia Federal é preso acusado de extorsão

Prefeitura anuncia 2ª etapa de asfalto sem terminar a 1ª

Após nove meses no cargo, Doria desacelera nas redes sociais

10/10/2017

Blindados da Polícia Militar ficam encostados em oficina

Mais notícias: 1 2 3 4 5 Próximo

De que você precisa?

Copyright Agora. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).