Nas ruas
22/10/2009

São Paulo tem fila paralela para vaga em creche

Adriana Ferraz
do Agora

O número de crianças que aguardam vaga em uma creche específica da rede municipal cresceu 121% no último trimestre, que é a chamada demanda preferencial. O período coincide com a publicação de uma nova portaria que organiza a fila na cidade. Desde julho, os pais devem responder, na ficha de inscrição, se têm preferência por uma unidade. A indicação leva a criança a uma fila paralela e ajuda a reduzir a demanda geral, cuja a atual gestão promete zerar até 2012.

  • Veja na edição impressa do Agora, nas bancas nesta quinta-feira (22 de outubro), detalhes da portaria que criou a fila dupla e mais informações sobre a demanda nas creches da capital
  • Assine o Agora

A portaria 3.440 permite que os responsáveis escolham a creche ou a região preferencial para a matrícula, mas exclui essa criança da demanda geral, podendo aumentar o tempo de espera por atendimento. "Muitos pais não sabem dessa condição. Eles acabam escolhendo uma creche sem saber que entrarão para outra fila, que não se sabe como funciona", diz a advogada Ester Rizzi, da ONG Ação Educativa. A prefeitura nega que tenha uma fila dupla na rede municipal.

A mudança de regras fez o cadastro preferencial saltar de 3.883 para 8.591, em apenas três meses. O novo balanço, divulgado ontem, mostra esse aumento. Antes da portaria, essa demanda registrava o total de crianças cujos pais negavam uma vaga ofertada pela prefeitura por desejarem matricular seus filhos em uma determinada creche, normalmente perto de casa.

A nova característica da demanda preferencial virou objeto de análise na Defensoria Pública de São Paulo, que vê riscos aos direitos da criança. "Ao fazer essa opção, a família deixa de constar no cadastro geral e corre o risco de não ser chamada", diz o defensor público Bruno Dias Napolitano, do núcleo especializado da infância e juventude.

A prefeitura ainda define na mesma portaria que, ao indicar uma escola municipal de educação infantil ou setor, o responsável pela criança será avisado de que "renuncia ao transporte escolar gratuito." Para a Ação Educativa, o direito de ter transporte para ir à escola é irrenunciável e a norma, inconstitucional.

Demanda
Enquanto a demanda preferencial aumentou de forma significativa, a lista geral seguiu ordem oposta. Nos últimos três meses, o aumento no cadastro municipal foi de apenas 2,42%. É o menor percentual do ano. De março para junho, o crescimento foi de 25%. O número de crianças que atualmente estão à espera de matrícula praticamente estagnou: passou de 84.807 para 86.858.

Ainda assim, a promessa de zerar o deficit continua está longe de ser cumprida pela gestão Gilberto Kassab (DEM). O prefeito prometeu, em campanha eleitoral, que a fila seria extinta até 2012. A demanda por uma vaga em pré-escola também caiu. Em junho, havia 33.265 crianças aguardando vaga em Emeis (escolas de educação infantil). Hoje, são 28.524. Não existe fila de espera no ensino fundamental.

Leia mais

100 Serviços

Índice

PUBLICIDADE

24/06/2017

Promotora livra tatuadores de acusação de tortura

Doria nada mudou e só faz sucesso no celular, diz FHC

Dono da carreta que causou acidente é preso por mortes

Maioria das escolas estaduais tem alunos em salas lotadas

23/06/2017

Laudo não é claro sobre o tratamento de Abdelmassih

Colisão entre ônibus, carreta e duas ambulâncias mata 21

Obra parada de escola vira ponto de viciados na zona sul

Viciados esperam até 10h e desistem de internação

22/06/2017

Técnico é preso acusado de estuprar garota em exame

Roger Abdelmassih cumprirá pena em prisão domiciliar

Doria estuda parque com praia e piscina no Minhocão

PM usa spray de pimenta em protesto de estudantes

21/06/2017

Motorista do Uber é morto com tiro na nuca em roubo

Procuradora é presa sob suspeita de dirigir bêbada

França mantém condenação de Maluf a 3 anos de prisão

320 motoristas são multados por dia mexendo no celular

Gestão Doria estuda mudar atendimento em 86 AMAs

20/06/2017

PM da Força Tática morre em assalto na Nove de Julho

PM tem 6 mil metralhadoras quebradas dentro da caixa

Ônibus clandestino tomba e deixa 11 mortos

Mortes em acidentes de trânsito aumentam em maio

Dispara o número de vagas em creche obtidas na Justiça

19/06/2017

Reserva de grana ajuda a fazer festa junina em edifício

Grupo rouba 393 armas de dentro do Fórum de Diadema

Parada Gay une animação a protestos contra políticos

Quadras de parques sofrem com falta de manutenção

18/06/2017

Daniela Mercury e Anitta são atrações da Parada Gay

Idosos viram motoristas do Uber por grana e vida ativa

Ladrões em fuga batem em carro e matam motorista

Passageiros usam metrô de cenário para fotos estilosas

Chegada do inverno aumenta os casos de dores de ouvido

17/06/2017

Cresce o número de invasões nas margens das represas

Motoristas ainda sofrem com faróis quebrados no centro

Mulher-Maravilha inspira fantasias para a Parada Gay

Presidente do Bragantino é baleado por assaltante

Furto de combustível põe em risco vizinhos de tubulação

16/06/2017

Prefeitura torna mais difícil acesso de viciados a abrigo

Golpe que usa o nome do McDonald's atinge 100 mil

Marcha para Jesus pede o fim da corrupção no país

7 em cada 10 policiais são mortos durante a folga

Hospitais em crise fecham 1 em cada 3 leitos desde 2014

15/06/2017

Filho de bicheiro e mulher policial são mortos em hotel

Limpeza na cracolândia tem tumulto, prisão e feridos

Marcha para Jesus vai fechar ruas hoje

Bando vende passagem mais barata em estação de trem

Cruzamento de ruas no Pari é o mais perigoso de São Paulo

14/06/2017

Tatuador agiu por impulso e está arrependido, diz mãe

Marcha vai reunir multidão amanhã

Vereador Camilo Cristófaro agride assessor de Suplicy

Doria entra atrasado e mesmo assim faz exame do Detran

Mais notícias: 1 2 3 4 5 Próximo

De que você precisa?

Copyright Agora. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).