Nas ruas
08/03/2009

Sobra pílula do dia seguinte nos postos de saúde

Gabriela Gasparin
do Agora

Sobram pílulas do dia seguinte nas farmácias dos postos de saúde da capital. Somente metade dos remédios disponíveis nas unidades de saúde da prefeitura foram entregues às mulheres entre os anos de 2007 e 2008.

Segundo dados da Secretaria Municipal da Saúde, foram distribuídas para as usuárias da rede municipal 44.981 medicamentos no período, mas a quantidade de caixas disponíveis nas unidades nos dois anos foi praticamente o dobro: 91.827. O motivo, segundo a pasta, é que os medicamentos não foram solicitados pelas usuárias.

A quantidade de medicamento comprados pela rede desde 2005, quando o programa iniciou, também caiu no decorrer dos anos conforme a necessidade.

No primeiro ano, foram entregues 94.428 medicamento nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) da cidade. Em 2006, 2007 e 2008 foram 63.974, 45.823 e 46.004, respectivamente. "A compra é feita conforme a necessidade que a unidade coloca para reposição. Então, se ela tem um estoque que não precisa pedir imediatamente, ela não vai pedir", disse Júlio Mayer, médico da área técnica da saúde da mulher da secretaria. Segundo Mayer, os medicamentos adquiridos em 2005 não foram desperdiçados porque a validade é de três anos.

A secretaria também informou que não é possível contabilizar os medicamentos retirados por pacientes não credenciadas aos SUS (Sistema Único de Saúde). Essas entregas, portanto, não estão inclusas nos números finais.

A pílula do dia seguinte -ou contraceptivo de emergência, como é chamada no meio médico, é o remédio que a mulher pode tomar até 72 horas após a relação sexual para impedir a gravidez.

O medicamento é distribuído gratuitamente em todos os postos de saúde da cidade, informação que, pelos dados do levantamento da secretaria, pouca gente sabe.

Nas farmácias, o preço da pílula do dia seguinte varia entre R$ 10 e R$ 20, em média.

Índice

PUBLICIDADE

22/07/2014

Ciclovia do centro ganha elogios, mas fica às moscas

Moradores derrubam concreto e reabrem ponte interditada

Dois funcionários de hospital omitiram socorro, diz polícia

Grupo faz barricadas e fecha avenida após morte de jovem

Washington cria calçada de celular

21/07/2014

Um ano depois, faixas de ônibus ainda são invadidas

Para parente de vigia morto, "nem animal é tratado assim"

Família sobrevive, mas bebê morre após desabamento

Garoto atropela e mata idoso

Mesmo quem come muito pode sofrer de desnutrição

20/07/2014

Seca faz cidade cancelar atrações em rios

Pais e filhos elogiam fim da aprovação automática

Homem morre após agonizar na porta de hospital privado

Beber água e reduzir o sal ajudam a evitar pedras nos rins

Família sobrevive por 15 h sob escombros de prédio

Idoso fatura com máquina de escrever

Enfermagem e edificações são os preferidos nas Etecs

19/07/2014

Terreno com lixo preocupa moradores da zona leste

Fios soltos põem pedestres e carros em risco na zona leste

Sem-teto fazem invasão fantasma no Morumbi

Candidatos têm nomes engraçados

Policial civil mata irmão com 2 tiros

18/07/2014

Posto no Butantã não marca consulta, reclamam pacientes

Fio de alta tensão atinge carro e choque mata homem

Haddad troca subprefeitos por indicações políticas

Aposentado de Lins esquece tudo a cada quatro dias

Protesto na Bahia tem ataque a delegacia e detentos soltos

17/07/2014

Ruas de shoppings e hospitais têm mais furtos de veículos

Sem-teto agora protestam contra serviços de telefonia

Universal cobra ingresso de templo

Filho diz que era ameaçado de morte por advogada

Rodoanel Leste ainda está inacabado depois de 12 dias

Cruzamento sem sinalização é perigoso, dizem moradores

16/07/2014

Hospitais estaduais têm 450 leitos inativos na capital

Pedestres reclamam de ponte na divisa da capital com o ABC

1,2 milhão consumiu mais água do Cantareira em junho

Facção criminosa comanda tráfico do exterior, diz polícia

Agentes da Disney são presos por pedofilia

Advogada é indiciada com o marido por morte de zelador

15/07/2014

Bairros com maiores filas ficam com poucas creches

Moradores reclamam de poeira de obra da prefeitura

Alemães furtam obra de lembrança

Batida com van de pacientes mata 7 a caminho de hospital

Cinco são assassinados em chacina na Grande São Paulo

14/07/2014

Camelôs voltam às ruas da capital em grupos pequenos

Faltam médicos em postos da prefeitura para idosos

Paulistanos vibram com tetra alemão sobre a Argentina

30 policiais são investigados por envolvimento com facção

Família usa página na internet para inocentar Marcelinho

Polícia usa bombas para dispersar protesto no Rio

Mais notícias: 1 2 3 4 5 Próximo

De que você precisa?

Copyright Agora. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).