Nas ruas
28/07/2012

PMs alteraram cena do crime, afirma família de empresário

Folha de S.Paulo

Os policiais militares acusados de matar o empresário Ricardo Prudente de Aquino, 39 anos, alteraram a cena do crime para dificultar a realização da perícia. É o que diz o advogado da família da vítima, Cid Vieira de Souza Filho, que será o assistente de acusação da Promotoria.

Segundo o advogado, a Promotoria recebeu da Polícia Civil imagens de circuitos de segurança que mostram os PMs Robson Tadeu do Nascimento Paulino, 30 anos, Luis Gustavo Teixeira Garcia, 28, e Adriano Costa da Silva, 26, retirando do chão cápsulas usadas para matar o empresário.

Os defensores dos PMs negaram que o trio alterou a cena do crime (leia abaixo). Eles estavam presos até ontem, quando uma decisão da Justiça Militar os libertou.

Aquino foi morto a tiros no último dia 18 após uma perseguição na Vila Madalena, bairro da zona oeste da capital paulista. Os três policiais dispararam ao menos sete vezes contra o veículo em que ele estava. Dois tiros acertaram a cabeça da vítima, que estava desarmada.

Essa ação causou uma crise entre o governo Geraldo Alckmin (PSDB), o Ministério Público Federal e entidades de direitos humanos.

Liberdade provisória

"Esperamos que com essas imagens o Tribunal de Justiça reveja a decisão de conceder a liberdade provisória para os três PMs", afirmou o advogado Souza Filho.

As imagens citadas pelo advogado não foram fornecidas à reportagem. A Polícia Civil informou apenas que as filmagens constam do processo, que já foi entregue ao Ministério Público.

A Promotoria disse que está analisando as imagens e só vai se manifestar quando apresentar denúncia à Justiça. Mesmo livres, os policiais militares acusados de matar o empresário não poderão voltar a atuar nas ruas.

Terão de desempenhar atividades administrativas enquanto respondem a um processo interno.

Resposta

O advogado Márcio Gomes Modesto, um dos defensores dos três policiais militares, negou que seus clientes tenham alterado a cena do crime.

Segundo ele, as imagens dos circuitos internos analisadas até anteontem "deixam claro" que não daria tempo para mexer no local antes de a vítima ser socorrida.

"Meus clientes não alteraram nada. Nem deu tempo de eles mexerem em nada.

O socorro para a vítima chegou em menos de dois minutos", afirmou o advogado.

O defensor disse ainda que desconhece a existência dessas filmagens.

"Até ontem essas imagens não existiam. Agora, se elas estão com a Promotoria, precisamos analisá-las com calma", disse Modesto.

Leia mais

Índice

PUBLICIDADE

20/02/2017

Aplicativo de celular facilita o diálogo em condomínios

Bomba lançada em briga fere advogada por engano

Estudante atropela e mata o namorado em São Bernardo

Acadêmicos do Baixo Augusta leva 300 mil foliões ao centro

Camisinhas somem dos postos de saúde da capital

19/02/2017

Ex-agente penitenciário atira em policial após confusão

Doria varre menos as ruas que a gestão de Haddad

Foliões invadem largo da Batata no pré-Carnaval

Prainha de represa é opção para driblar ida ao litoral

Pais trocam creche particular por pública de bairro rico

Cutucar pelo encravado pode machucar e inflamar a pele

18/02/2017

Mãe e filha morrem em acidente ao fugir de ladrões

Atrase o seu relógio em 1 hora à meia-noite de hoje

Pacientes do Corujão sofrem com demora para consulta

Veja a lista de remédios que devem chegar aos postos

Obra abandonada de escola vira ponto de uso de drogas

17/02/2017

Quatro suspeitos são mortos em roubos a policiais militares

Carnaval evangélico tem abadás vendidos a R$ 30

Subprefeito do Butantã é acusado de fraude e calote

Novo ensino médio livra rede de ampliar opções a alunos

Horário de verão termina à meia-noite de amanhã

Governo federal fecha sete Farmácias Populares em SP

16/02/2017

PMs são investigados após vídeo indicar execução

Motorista é roubado e carro é queimado em frente à Uber

Alunos da Grande SP iniciam ano letivo sem passe-livre

Adriana Chaves, repórter do Agora, morre aos 40 anos

Mães reclamam de corte no leite e no transporte escolar

15/02/2017

PM que matou publicitária é solto após pagar R$ 4.685

Falta remédio de alto custo em ambulatório do Estado

Aprovadas multa a pichador e restrição a venda de spray

Marginais registram 1ª morte após aumento da velocidade

Doria vai cortar beneficiados e quantidade do Leve Leite

Viagem exige vacina da febre amarela

14/02/2017

Caixa eletrônico é atacado no HC

Pai se entrega e afirma que matou a filha por acidente

Exército vai às ruas do Rio com perigo de motim da PM

Doria promete terminais de ônibus com ar-condicionado

Tribunal aponta nove falhas em contratação do Corujão

Sem luz em sala, escola do Estado faz rodízio de alunos

13/02/2017

Soldado da PM mata publicitária com um tiro na cabeça na zona leste

Bairro planejado vai levar 25 mil novos moradores ao distrito de Pirituba

Pedestre enfrenta problemas como desnível e lixo em pistas de caminhada

Médicos reprovados

Acordo com morador músico evita conflitos por som alto

12/02/2017

Urinar muitas vezes ao dia é sintoma de bexiga hiperativa

Santa da janela ainda atrai fiéis 15 anos após aparição

Pai é acusado de matar a filha com tiro por herança

Periferia domina acessos à internet grátis da prefeitura

11/02/2017

Governo do Espírito Santo anuncia fim do motim de PMs

Bandido morre ao pular de ponte para fugir da polícia

Mais notícias: 1 2 3 4 5 Próximo

De que você precisa?

Copyright Agora. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).