Nas ruas
28/07/2012

PMs alteraram cena do crime, afirma família de empresário

Folha de S.Paulo

Os policiais militares acusados de matar o empresário Ricardo Prudente de Aquino, 39 anos, alteraram a cena do crime para dificultar a realização da perícia. É o que diz o advogado da família da vítima, Cid Vieira de Souza Filho, que será o assistente de acusação da Promotoria.

Segundo o advogado, a Promotoria recebeu da Polícia Civil imagens de circuitos de segurança que mostram os PMs Robson Tadeu do Nascimento Paulino, 30 anos, Luis Gustavo Teixeira Garcia, 28, e Adriano Costa da Silva, 26, retirando do chão cápsulas usadas para matar o empresário.

Os defensores dos PMs negaram que o trio alterou a cena do crime (leia abaixo). Eles estavam presos até ontem, quando uma decisão da Justiça Militar os libertou.

Aquino foi morto a tiros no último dia 18 após uma perseguição na Vila Madalena, bairro da zona oeste da capital paulista. Os três policiais dispararam ao menos sete vezes contra o veículo em que ele estava. Dois tiros acertaram a cabeça da vítima, que estava desarmada.

Essa ação causou uma crise entre o governo Geraldo Alckmin (PSDB), o Ministério Público Federal e entidades de direitos humanos.

Liberdade provisória

"Esperamos que com essas imagens o Tribunal de Justiça reveja a decisão de conceder a liberdade provisória para os três PMs", afirmou o advogado Souza Filho.

As imagens citadas pelo advogado não foram fornecidas à reportagem. A Polícia Civil informou apenas que as filmagens constam do processo, que já foi entregue ao Ministério Público.

A Promotoria disse que está analisando as imagens e só vai se manifestar quando apresentar denúncia à Justiça. Mesmo livres, os policiais militares acusados de matar o empresário não poderão voltar a atuar nas ruas.

Terão de desempenhar atividades administrativas enquanto respondem a um processo interno.

Resposta

O advogado Márcio Gomes Modesto, um dos defensores dos três policiais militares, negou que seus clientes tenham alterado a cena do crime.

Segundo ele, as imagens dos circuitos internos analisadas até anteontem "deixam claro" que não daria tempo para mexer no local antes de a vítima ser socorrida.

"Meus clientes não alteraram nada. Nem deu tempo de eles mexerem em nada.

O socorro para a vítima chegou em menos de dois minutos", afirmou o advogado.

O defensor disse ainda que desconhece a existência dessas filmagens.

"Até ontem essas imagens não existiam. Agora, se elas estão com a Promotoria, precisamos analisá-las com calma", disse Modesto.

Leia mais

Índice

PUBLICIDADE

23/04/2014

Moradores se queixam de falta de luz no Tremembé

Água vaza perto de ponto de ônibus

Multa por gasto de água é abusiva, dizem entidades

Acusada diz que não sabe se Bernardo foi enterrado vivo

Advogado suspeito de roubar posto de combustível é preso

Pesquisa brasileira acha superbactéria

Bando invade viação e ateia fogo em 34 ônibus em Osasco

22/04/2014

Avenidas movimentadas têm mais panes em semáforos

Morto com RG é enterrado como indigente

Pedestre divide rua com carro em viaduto esburacado

Poste no meio da pista causa riscos

Jovem viaja 5 horas em trem de pouso

Multa na conta de água tem início em maio, diz Alckmim

Trânsito na volta chega a 42 km

Moradores ateiam fogo em ônibus e param a Fernão Dias por falta d'água

Garotos são baleados em Kombi após briga de adultos

21/04/2014

Marcar hora para criança dormir pode evitar insônia na infância

Autônoma precisa do auxílio-doença

Assistente quer achar empresa

Região com maior fila tem menos creches inauguradas

Postos de saúde dificultam a retirada de camisinhas

Dono dorme com cavalo em suíte de hotel

Manhã é melhor para volta do feriado

Paramilitares americanos treinam polícias brasileiras

20/04/2014

Moradores fazem prédios sem planta em Paraisópolis

Atividade física ajuda paciente a ter vida normal após infarto

Aviãozinho que filma vira brinquedo de gente grande

Universidade a distância vai abrir seu 1º vestibular

Médicos doam horas a quem não pode pagar consultas

Suspeita diz ter recebido R$ 6.000 para matar menino

19/04/2014

Passageiro da CPTM enfrenta 1 grande falha a cada 5 dias

Organização reclama de mau atendimento para idosos

Áreas da Eletropaulo têm mato sob fiação

Padre surdo dá confissão pela rede

Dois meses após morte, risco a passageiro persiste no Tietê

Sabesp adia aumento de 5,4% na conta de água

Avó avisou Promotoria que Bernardo corria riscos

Motoristas enfrentam até 64 km de lentidão nas estradas pela manhã

18/04/2014

Shoppings e Sescs têm programação gratuita para toda a família na Páscoa

A cantora Fabiana Cozza presta uma homenagem a mineira Clara Nunes

Festa beneficente leva nove bandas de forró para tocar no Expresso Brasil

"O Menino Maluquinho" vira musical e retrata o mundo da criança

Nando diz a Cadu que mandou investigar Jairo

Universal tem filmes infantis no feriado

Comédias "Copa de Elite" e "Julio Sumiu" estreiam hoje nos cinemas

Sabesp agora prevê multa para quem gastar mais água

CET demora dois anos para pintar lombada, diz morador

Periferia lidera casos de mortes de recém-nascidos

Manhã é o pior período para viajar hoje

Gangue usava Kombi para fazer arrastões na zona leste

Mais notícias: 1 2 3 4 5 Próximo

De que você precisa?

Copyright Agora. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Agora.