Nas ruas
02/02/2019

Refeitório seria atingido em 1 minuto, diz documento

Da Folha de S.Paulo

O plano de emergência da barragem do Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG), previa que em caso de colapso da estrutura, a onda de rejeitos e lama poderia atingir o refeitório dos funcionários da Vale e a área administrativa em até um minuto.

O local foi um dos primeiros a serem soterrados na tragédia do último dia 25.

Até ontem à noite, as autoridades contabilizam 115 mortos e 248 desaparecidos.

Parte dos mortos e desaparecidos estava justamente no refeitório e no prédio administrativo da unidade.

Conforme mostrado ontem, a Vale sabia antes da tragédia que um eventual rompimento da barragem destruiria suas instalações e poderia gerar uma onda de rejeitos com alcance de até 65 km do ponto de ruptura.

A previsão consta do PAEBM (Plano de Ações Emergenciais da barragem), documento obrigatório ao qual a reportagem teve acesso. Nele, a mineradora faz um cálculo hipotético da extensão do desastre.

Resposta

A Vale disse ontem que todas as suas barragens possuem um plano de emergência, construído com base em estudos técnicos de cenários hipotéticos para o caso de colapso, que prevê qual a mancha de inundação e qual a zona de segurança.

Segundo a empresa, o plano da barragem 1 da mina do Córrego do Feijão foi protocolado na Prefeitura de Brumadinho e nas defesas civis municipal, estadual e federal entre julho e setembro de 2018. "A estrutura possuía todas as declarações de estabilidade aplicáveis e passava por constantes auditorias externas e independentes. Havia inspeções quinzenais, reportadas à Agência Nacional de Mineração, sendo a última datada de 21/12/ 2018. A estrutura passou também por inspeções nos dias 8 e 22 de janeiro deste ano, com registro no sistema de monitoramento da Vale. Toda essa documentação sempre esteve e continua à disposição das autoridades", diz comunicado da empresa.

A Vale diz que a barragem 1 tinha sistemas de vídeo-monitoramento e de alerta através de sirenes e que a população próxima da estrutura estava cadastrada. E que houve simulado de emergência com a população em 16 de junho de 2018 e com os funcionários em 23 de outubro.

Leia esta reportagem completa na edição impressa do Agora, neste sábado, 2 de fevereiro, nas bancas

Índice

PUBLICIDADE

23/02/2019

Estacionamento de hospital público é alvo de ladrões

Megablocos lotam as ruas da capital a partir de hoje

Servidores recusam proposta de Covas e mantêm a greve

CPTM quer Polícia Militar para combater ação de camelôs

22/02/2019

CET pede para motociclistas usarem pista local da marginal

Santa Casa avisa sindicato que demitirá 152 médicos

Aos 105, e trabalhando, tia Cida dá a receita de vida feliz

Polícia bloqueia aviões e fazendas usados para tráfico

Professora da rede pública briga por Oscar da educação

21/02/2019

Áreas de lazer do parque da Aclimação seguem fechadas

Com risco de sarampo, 10 mil em navio serão vacinados

Mortes em acidentes de trânsito disparam na capital

20/02/2019

Bicicletários da linha 5-lilás seguem fechados no metrô

Empresária agredida acha que pode ter sido dopada

Grana de corredor de ônibus é repassada para Interlagos

19/02/2019

Foliões têm até hoje para tomar vacina

Empresária fica desfigurada após apanhar no Rio

Mauá tem 36 mil pessoas em áreas de risco, diz prefeitura

Covas vai proibir canudinhos plásticos no comércio de SP

Invasores ocupam área que prefeitura usava como pátio

17/02/2019

Ao menos 8 remédios de uso controlado estão em falta

Córregos estão com acúmulo de entulho e têm mau cheiro

Quatro crianças morrem em deslizamentos em Mauá

Inquilino tem que arcar com a manutenção da unidade

16/02/2019

Fotógrafa leva espaços infantis para Paraisópolis

Carnaval 2019 será o primeiro em que assédio sexual é crime

Descobrir o câncer de próstata cedo é fundamental para cura

Rios limpos na zona sul são um convite para a diversão

Chuva alaga ruas e provoca desmoronamento em Mauá

Oito funcionários da Vale são presos por tragédia em MG

PM suspende folgas após a transferência de Marcola

Segurança de supermercado mata homem imobilizado

Relógios devem ser atrasados em 1 hora hoje à meia-noite

15/02/2019

Prefeitura interdita shopping na 25 de Março

Torcedores do São Paulo vandalizam estação

Trio é detido por falsificar Ferrari e Lamborghini no ABC

Justiça derruba aumento de tarifa de ônibus na capital

Prefeitura atende 38% dos pedidos de remoção de carro

14/02/2019

Criminalização da homofobia é votada hoje pelo Supremo

Marcola e mais 21 líderes de facção são transferidos

Servidores decidem manter a paralisação na capital

Alojamento do Corinthians na zona leste está irregular

13/02/2019

Bruno e Suzane perdem benefícios após festas

Defensoria vê indícios de fuzilamento dos 13 no Rio

Promotoria libera CT, mas faz exigências ao Fla

Dia deve ter chuva forte e risco de alagamentos

Ricardo Boechat é cremado após homenagem de taxistas

Passageiros enfrentam filas para cadastrar Bilhete Único

12/02/2019

Acusado de matar família na zona leste é preso na Bolívia

Prefeitura vai visitar 13 mil casas para vacinar na zona sul

Mais notícias: 1 2 3 4 5 Próximo

De que você precisa?

Copyright Agora. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).