Nas ruas
12/04/2017

Agência do Banco do Brasil é saqueada após fechamento

Tatiana Cavalcanti e Ronny Santos
do Agora

A agência do Banco do Brasil da rua Cardoso de Almeida, 202, em Perdizes (zona oeste de SP), fechada em fevereiro, tem sido alvo de saqueadores há um mês. O Agora flagrou, ontem, o momento em que três ladrões quebravam os vidros e furtavam material do local. Policiais militares presenciaram o crime e não fizeram nada.

Ronny Santos/Folhapress
Agência desativada do Banco do Brasil
Agência fechada do Banco do Brasil na rua Cardoso de Almeida, em Perdizes (zona oeste de São Paulo)

Os ladrões recolheram o esqueleto de um provedor de internet, fiação, madeira, paredes e tudo mais que pudessem colocar em seus carrinhos de supermercado por volta das 13h de ontem.

Eles ainda levaram documentos de clientes que continham informações como CPF, endereço residencial e cópias de RG com fotografias.

A reportagem encontrou, entre os documentos, papéis com dados de um motorista de 58 anos que preferiu não se identificar. "É um absurdo saber que confiamos em um banco e é assim que eles tratam nossa vida. Tenho medo de que usem meus dados."

O cheiro de fezes e urina tomava conta do local. Um dos saqueadores, um homem com aparência de 30 anos, sem camisa, de bermuda e chinelo, admitiu à reportagem que o grupo está ali há um mês. "Tiramos o que é interessante para vender. É nosso objetivo", disse o homem, que não quis se identificar. O cofre que guardava documentos foi deixado para trás. "É muito pesado, depois vemos o que fazer."

Reclamação formal

Dois grupos de policiais militares passaram pela agência durante a ação dos ladrões: primeiro, uma dupla, depois, quatro agentes. Nos dois casos, foram questionados pela reportagem. Eles afirmaram que já tentaram retirar esses homens de lá três vezes nos últimos 15 dias, mas que precisavam de reclamação formal do banco ou dono do imóvel para agir.

Segundo a lei, a PM tem o dever de agir ao flagrar crimes como furto. "É um absurdo a polícia não fazer nada. Esses invasores não vão mais sair daqui. Vão degradar o bairro", disse uma mulher aos policiais. Ela não se identificou.

Ficou perigoso, dizem moradores

Moradores e comerciantes temem que haja invasão irregular à antiga agência, em Perdizes (zona oeste de SP), bairro nobre da capital.

"Eles já estão usando drogas à noite. Para morar, vai ser um pulo. Vai ser difícil tirá-los. Acho que ficou perigoso passar aqui", disse a aposentada Maria Cecília de Carvalho, 77 anos.

O porteiro José Mendes da Silva, 54 anos, afirma que percebeu a "quebradeira" há uma semana. "Um derruba as estruturas e o outro recolhe. Trabalham em equipe."

Sem saber da invasão e da destruição da agência, a administradora Linalva de Oliveira, 43, ficou inconformada em ver os homens saqueando o Banco do Brasil, em plena luz do dia. "O lugar estava fechadinho. Não imaginei que isso estivesse acontecendo. Já fui cliente aqui. É inacreditável."

O comerciante Milton Oliveira, 63 anos, teme que mosquitos tragam doenças.

"Esses bichos já se proliferaram aqui nestas duas últimas semanas, neste local abandonado. Fico temeroso de ficar doente."

A Secretaria Municipal da Saúde, sob gestão João Doria (PSDB), disse que enviará uma equipe para supervisionar o local, apesar de não ser foco de mosquitos da dengue e outras doenças.

RESPOSTA

O Banco do Brasil afirma que o imóvel na rua Cardoso de Almeida, em Perdizes (zona oeste), é de sua propriedade e já havia sido bloqueado com tapumes, que foram derrubados após invasões.

O banco diz ainda que será realizada uma obra para fechamento geral do imóvel com estrutura metálica, e que será disponibilizada zeladoria no imóvel, "a fim de se evitarem novas ocorrências".

O banco não deu explicações sobre os documentos de clientes.

A agência encerrou atividades em 28 de fevereiro.

A PM, sob a gestão Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou que vai analisar o caso e intensificar o policiamento na rua.

LEIA MAIS

PMs serão julgados de novo pelo massacre do Carandiru
Greve prejudica 800 mil passageiros de trens
Samu atende mais depois de novos limites nas marginais
Doria diz que vai entregar dois hospitais na periferia
Integração do Bilhete Único vai para R$ 6,80 no sábado

Índice

PUBLICIDADE

25/02/2018

Esfregar os olhos eleva o risco de infecções por vírus e bactérias

Principal traficante de fuzis dos EUA para o Brasil é preso

Diversidade vence bullying na escola com mais estrangeiros

Atestados falhos escondem causas de mortes por lipo

Não virgens decidem esperar o casamento para transar

24/02/2018

Haddad e Doria desprezam projeto para o Ibirapuera

Mortes por febre amarela no Estado sobem para 93

Com paus e pedras, grupo faz quebra-quebra no centro

Exército faz foto e ficha moradores de favelas no Rio

Mais um é assassinado em disputa pelo poder no PCC

23/02/2018

Suposto operador do PSDB tinha R$ 113 milhões na Suíça

Dono de casa de câmbio leva tiros em emboscada

Polícia Militar do Rio tem mais sargentos que soldados

Policial vira réu por mortes durante racha na Imigrantes

Hospital referência para febre amarela tem menos leitos

Falta informação sobre febre amarela em UBSs de Itaquera

22/02/2018

Vereadores usam grana com troféus e site desatualizado

Exército terá que recuperar a estrutura da polícia no Rio

Jovem é morto em roubo em ponto de ônibus no Morumbi

Parque do Carmo é fechado por risco de febre amarela

Demora de ônibus é principal reclamação de passageiros

21/02/2018

Grávidas e mães de crianças vão para prisão domiciliar

Exército cerca favelas para sufocar traficantes no Rio

Polícia prende 48 suspeitos de pedofilia na Grande SP

Réu em 12 processos vai assumir o lugar de Maluf

Doria volta a atrasar entrega do Hospital de Parelheiros

20/02/2018

Motorista tem cabeça furada durante briga de trânsito

Temer quer mandado coletivo para entrar em casas no Rio

Estudantes são dispensados em greve da rede municipal

UBSs entregues por Haddad ainda estão sem funcionar

19/02/2018

Pátios de delegacias ainda têm carros abandonados

Número 1 do PCC fora dos presídios é morto no Ceará

Subsecretário é indiciado por atentado contra jornalista

Desafios da internet colocam crianças e jovens em risco

De olho na sucessão em SP, França intensifica agenda

Daniela Mercury fecha o Carnaval com samba e axé

Limpeza da caixa-d'água deve ser feita 2 vezes ao ano

18/02/2018

Investigadores acusam PMs de abuso em ação no tráfico

Polícia sucateada é desafio de fogo para intervenção

Saiba como se exercitar nos aparelhos de ginástica de praças

Mãe que ficou presa em cela com bebê diz ser inocente

Justiça condena secretário de Doria por fraude no Metrô

Anitta usa biquíni de fita no Rio de Janeiro

Claudia Leitte leva multidão à 23 de Maio em festa baiana

17/02/2018

Atrase o seu relógio em 1 hora à meia-noite de hoje

Jovem que ficou em cela com bebê deixa prisão

Rainhas do axé fecham a folia

Estado confirma 3 mortes por febre amarela na capital

Muita mídia, diz interventor sobre violência atual no Rio

Temer inicia intervenção federal na segurança do Rio

Mais notícias: 1 2 3 4 5 Próximo

De que você precisa?

Copyright Agora. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).