Nas ruas
12/04/2017

Agência do Banco do Brasil é saqueada após fechamento

Tatiana Cavalcanti e Ronny Santos
do Agora

A agência do Banco do Brasil da rua Cardoso de Almeida, 202, em Perdizes (zona oeste de SP), fechada em fevereiro, tem sido alvo de saqueadores há um mês. O Agora flagrou, ontem, o momento em que três ladrões quebravam os vidros e furtavam material do local. Policiais militares presenciaram o crime e não fizeram nada.

Ronny Santos/Folhapress
Agência desativada do Banco do Brasil
Agência fechada do Banco do Brasil na rua Cardoso de Almeida, em Perdizes (zona oeste de São Paulo)

Os ladrões recolheram o esqueleto de um provedor de internet, fiação, madeira, paredes e tudo mais que pudessem colocar em seus carrinhos de supermercado por volta das 13h de ontem.

Eles ainda levaram documentos de clientes que continham informações como CPF, endereço residencial e cópias de RG com fotografias.

A reportagem encontrou, entre os documentos, papéis com dados de um motorista de 58 anos que preferiu não se identificar. "É um absurdo saber que confiamos em um banco e é assim que eles tratam nossa vida. Tenho medo de que usem meus dados."

O cheiro de fezes e urina tomava conta do local. Um dos saqueadores, um homem com aparência de 30 anos, sem camisa, de bermuda e chinelo, admitiu à reportagem que o grupo está ali há um mês. "Tiramos o que é interessante para vender. É nosso objetivo", disse o homem, que não quis se identificar. O cofre que guardava documentos foi deixado para trás. "É muito pesado, depois vemos o que fazer."

Reclamação formal

Dois grupos de policiais militares passaram pela agência durante a ação dos ladrões: primeiro, uma dupla, depois, quatro agentes. Nos dois casos, foram questionados pela reportagem. Eles afirmaram que já tentaram retirar esses homens de lá três vezes nos últimos 15 dias, mas que precisavam de reclamação formal do banco ou dono do imóvel para agir.

Segundo a lei, a PM tem o dever de agir ao flagrar crimes como furto. "É um absurdo a polícia não fazer nada. Esses invasores não vão mais sair daqui. Vão degradar o bairro", disse uma mulher aos policiais. Ela não se identificou.

Ficou perigoso, dizem moradores

Moradores e comerciantes temem que haja invasão irregular à antiga agência, em Perdizes (zona oeste de SP), bairro nobre da capital.

"Eles já estão usando drogas à noite. Para morar, vai ser um pulo. Vai ser difícil tirá-los. Acho que ficou perigoso passar aqui", disse a aposentada Maria Cecília de Carvalho, 77 anos.

O porteiro José Mendes da Silva, 54 anos, afirma que percebeu a "quebradeira" há uma semana. "Um derruba as estruturas e o outro recolhe. Trabalham em equipe."

Sem saber da invasão e da destruição da agência, a administradora Linalva de Oliveira, 43, ficou inconformada em ver os homens saqueando o Banco do Brasil, em plena luz do dia. "O lugar estava fechadinho. Não imaginei que isso estivesse acontecendo. Já fui cliente aqui. É inacreditável."

O comerciante Milton Oliveira, 63 anos, teme que mosquitos tragam doenças.

"Esses bichos já se proliferaram aqui nestas duas últimas semanas, neste local abandonado. Fico temeroso de ficar doente."

A Secretaria Municipal da Saúde, sob gestão João Doria (PSDB), disse que enviará uma equipe para supervisionar o local, apesar de não ser foco de mosquitos da dengue e outras doenças.

RESPOSTA

O Banco do Brasil afirma que o imóvel na rua Cardoso de Almeida, em Perdizes (zona oeste), é de sua propriedade e já havia sido bloqueado com tapumes, que foram derrubados após invasões.

O banco diz ainda que será realizada uma obra para fechamento geral do imóvel com estrutura metálica, e que será disponibilizada zeladoria no imóvel, "a fim de se evitarem novas ocorrências".

O banco não deu explicações sobre os documentos de clientes.

A agência encerrou atividades em 28 de fevereiro.

A PM, sob a gestão Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou que vai analisar o caso e intensificar o policiamento na rua.

LEIA MAIS

PMs serão julgados de novo pelo massacre do Carandiru
Greve prejudica 800 mil passageiros de trens
Samu atende mais depois de novos limites nas marginais
Doria diz que vai entregar dois hospitais na periferia
Integração do Bilhete Único vai para R$ 6,80 no sábado

Índice

PUBLICIDADE

21/04/2018

Advogado é terceira vítima de arrastão e tiroteio em ônibus

Uso de celular e rede social ajudam cérebro de idosos

Há estrutura de corrupção na prefeitura, diz ex-controlador

Hospitais públicos infantis têm espera de até 5 horas

20/04/2018

Assalto a ônibus acaba com 3 mortos e outros 3 feridos

Motorista bêbado que matar ou ferir terá pena mais dura

Festa para santo Expedito reúne 50 mil no Jaçanã

Ex-assessor de Doria é sócio de beneficiado por gestão

Para abrir creches, prefeitura paga aluguel superfaturado

19/04/2018

Cristian Cravinhos é preso ao tentar subornar policiais

Teto de escola infantil desaba e deixa 19 feridos no interior

Ex-presidentes do Metrô viram réus em ação da linha 5

Mais casais fazem divórcios amigáveis em São Paulo

18/04/2018

Palmeirense é preso por atropelar e matar corintiano

Quatro são assassinados em chacina em São Bernardo

Explosão em posto fere sete e danifica 20 imóveis

Crescem casos de bullying em escolas da rede estadual

17/04/2018

Contador é achado morto em apartamento na zona oeste

Fachada do Pateo do Collegio é restaurada por voluntários

Motorista tomba ônibus na Radial Leste, fere cinco e foge

Cruzamentos mais perigosos da cidade estão na zona leste

16/04/2018

Fundo de reserva de condomínios deve ser usado em despesa imprevista

Adolescente é morta a tiro e PM se suicida em motel

Postos de saúde têm vacina, mas banheiros estão sujos

Asfalto Novo deixa vias sem sinalização

Pacientes ficam sem pediatra em hospitais na zona leste

15/04/2018

Falta de sol pode fazer mal para os ossos e para o coração

Metrô tem vacinação contra febre amarela

Carreata marca despedida a garoto morto em acidente

Mulheres negras avançam, mas ainda há desigualdade

Bruno Covas ouve mais e desacelera na prefeitura de SP

Grana e idade influenciam escolha de comida saudável

14/04/2018

Assassinato de Marielle faz 1 mês e segue sem solução

Novo Sesc terá mirante com vista da avenida Paulista

Morte no trânsito cresce em 8 das 10 vias mais perigosas

Caminhão atinge van escolar, mata estudante e fere 16

13/04/2018

Prefeito de Embu tem mandato cassado

Mulher de 64 anos dá à luz a primeira filha em Minas

Polícia desmonta fábrica de embalar cocaína na zona leste

Justiça suspende contrato bilionário da iluminação

Mulher e criança caem de micro-ônibus em movimento

Site para transferir multas da prefeitura não funciona

12/04/2018

Sair do Facebook dá menos bem-estar, mas reduz estresse

Onda de roubos e agressões leva medo à rua Frei Caneca

Médico é preso por bater o ponto em posto e ir embora

Cratera interdita prédios da CDHU pela terceira vez

Queixas contra a prefeitura triplicam no 1º trimestre

11/04/2018

Corintiano morre atropelado na festa do título em Osasco

Tentativa de fuga em prisão deixa 21 mortos em Belém

Vândalos picham Pateo do Collegio com letras gigantes

Mais notícias: 1 2 3 4 5 Próximo

De que você precisa?

Copyright Agora. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).