Nas ruas
09/06/2016

Ministério Público investiga se Uber explora motoristas

Mariana Zylberkan
do Agora

O Ministério Público do Trabalho de São Paulo investiga quatro denúncias de exploração de mão de obra feitas por motoristas contra o Uber, o serviço de táxi pelo celular.

Uma das denúncias virou um inquérito civil na sexta-feira passada.

A queixa foi protocolada pelo motorista Paulo Acras, 48 anos, presidente da AMAA (Associação Motoristas Autônomos de Aplicativos).

Ele acusa a empresa de submeter seus parceiros, forma como o Uber se refere aos motoristas, a um esquema de trabalho exaustivo, que extrapola os limites físicos e mentais dos motoristas.

Segundo ele, as condições são semelhantes a escravidão.

"Temos que trabalhar mais de 12 horas por dia para conseguir apenas empatar os custos. São pais de família usados até a exaustão", diz.

A tarifa cobrada dos passageiros é definida pela empresa.

Os motoristas do serviço UberX, mais simples, têm de repassar 25% de cada corrida para o Uber. No Uber Black, é de 20%.

Resposta

O Uber disse que não foi notificado sobre as denúncias apresentadas ao Ministério Público do Trabalho.

A empresa afirmou que não contrata motoristas, "mas sim os motoristas que contratam o Uber para utilizar o aplicativo para prestar serviço de transporte individual privado de passageiros".

Nesse sistema, segundo a Uber, os motoristas têm flexibilidade para fazer seus horários e usar a plataforma de maneira independente.

A empresa disse ainda que "os passageiros pagam os motoristas por cada viagem", e o motorista paga uma taxa de serviço ao Uber pelo uso do aplicativo.

  • Leia esta reportagem completa na edição impressa do Agora nesta quinta, 9 de junho, nas bancas

Índice

PUBLICIDADE

21/11/2018

Queda de muro expõe caixões

Cratera surge em cruzamento na região central

Futuro ministro da Saúde faz críticas ao Mais Médicos

Ouvidoria investigará ação da PM em baile com 3 mortes

Veja como fica o trânsito com o bloqueio na marginal

20/11/2018

Haddad vira réu sob acusação de lavar grana e corrupção

Três morrem pisoteados em pancadão em Guarulhos

Médicos brasileiros e cubanos se equivalem no Revalida

Macacos hidráulicos serão usados para erguer viaduto

18/11/2018

Médico negro desafia a mãe e vira raridade na periferia

Parques para cachorros têm problemas de conservação

3 meninas morrem afogadas na represa Guarapiranga

Trens voltam a circular e trânsito terá prova de fogo

17/11/2018

Déficit habitacional desafia a futura gestão Bolsonaro

Redes de lanchonete estão abolindo os canudinhos

Viaduto cede mais um pouco e Covas cria comitê de crise

Feriado prolongado leva multidão à rua 25 de Março

Será difícil repor vagas, diz ex-chefe do Mais Médicos

Linha da CPTM é afetada e população é prejudicada

Gestão Covas diz que viaduto na marginal pode desabar

16/11/2018

Prainhas de represas acumulam lixo e reclamações

Pista da marginal Pinheiros é fechada após viaduto ceder

Prefeitura diz que 33 pontes precisam passar por reforma

População teme ficar sem médico com saída de cubanos

15/11/2018

Justiça decreta a prisão de suspeito de matar médico

Venezuelanos relatam roubos e agressões em albergue

Família leva horas para o litoral

Praia Grande está imprópria para o banho no feriadão

Covas reduz previsão de crianças que receberão leite

14/11/2018

Comerciante é morto ao cair em golpe de falso anúncio

Doria ignora promessa e põe general na Segurança Pública

Perícia aponta excesso de peso em acidente em parque

Cai número de estudantes com passe livre na capital

13/11/2018

Farmácia de alto custo no ABC tem fila de até 5 horas

Prefeitura estipula valor do Anhembi cinco vezes menor

Ladrões acharam que médico era policial, diz testemunha

11/11/2018

AMAs reabertas têm 3 horas de espera no atendimento

Verba da decoração de Natal tem que estar no orçamento

Ruas de comércio popular viram lixão após expediente

10/11/2018

Rinite alérgica não tem cura, mas pode ser bem controlada

Gringos viram motoristas de aplicativo em busca de renda

Médicos querem ampliar cirurgia contra impotência

Promotoria vai à Justiça para transferir chefes de facção

Projeto cria calçada lúdica no caminho para a escola

Motorista é indiciada por acidente que matou família

Covas articula votação da previdência municipal a jato

Bandidos fazem arrastão em posto de saúde na Brasilândia

09/11/2018

MC Gui e familiares investigados por golpe

Ampliar acesso a arma não reduz mortes, dizem estudos

MST é terrorista, diz futuro secretário da Agricultura

Mais notícias: 1 2 3 4 5 Próximo

De que você precisa?

Copyright Agora. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).