Mundo
31/08/2012

Presidente do Egito virá ao Brasil em setembro

Folha de S.Paulo

A visita do presidente do Egito, Mohamed Mursi, ao Brasil está confirmada para o fim de setembro.

Eleito há dois meses na primeira eleição presidencial livre da história do Egito, o islamita se reunirá com a presidente Dilma no dia 28.

Na pauta do encontro estarão, além da onda de revoltas no Oriente Médio conhecida como Primavera Árabe, o interesse do governo egípcio nas políticas brasileiras de inclusão social e geração de emprego.

Será uma das primeiras viagens internacionais de Mursi desde sua posse, que marcou a histórica chegada ao poder da Irmandade Muçulmana, o grupo islamita mais influente do mundo.

As boas relações do Brasil com o Egito não sofreram com a queda do ditador Hosni Mubarak, afirma Paulo Cordeiro, subsecretário do Itamaraty para Oriente Médio e África.

Segundo ele, apesar da turbulenta transição egípcia, o volume de exportações brasileiras chegaram a US$ 3 bilhões (R$ 6 bilhões) no último ano, mais que o dobro em relação a 2010.

A aposta é que o acordo de livre comércio assinado pelo Egito com o Mercosul ajude a ampliar o intercâmbio comercial.

Na política, espera-se dissonância em relação à crise na Síria: o Brasil ainda acredita no diálogo com Bashar Assad, enquanto Mursi defende abertamente a revolução contra o ditador.

Mursi chegou ao poder após uma revolução pró-democracia que não foi iniciada pela Irmandade Muçulmana --mas ganhou as eleições livres que ela produziu.

Com habilidade, tem se livrado das amarras impostas por seis décadas de ditadura militar. O último exemplo foi a exoneração dos dois principais chefes militares.

Para o especialista Robert Springborg, da Escola Naval de Pós-graduação, nos EUA, a manbra foi possível graças a um golpe da nova geração de oficiais, insatisfeitos com a transição conduzida pelos septuagenários generais.

Apesar de reconhecer os ganhos dos islamitas, Springborg acha que a chacoalhada na cúpula militar não reduzirá o poder do Exército, que poderá até aumentar sua influência se optar pela profissionalização.

A disputa de poder entre militares e islamitas continuará, prevê, sem um claro ganhador, e provavelmente sem violência. "O jogo está equilibrado", conclui.

Leia mais

Índice

PUBLICIDADE

22/11/2017

Ditador Mugabe renuncia à Presidência do Zimbábue

21/11/2017

Submarino argentino sumido desde quarta tem ar para 2 dias

Assassino Charles Manson morre aos 83 anos nos EUA

20/11/2017

Resultado surpreende, e Chile vai ao segundo turno

19/11/2017

Abstenção é maior rival de candidatos no Chile

18/11/2017

Principal chefão da máfia siciliana morre na prisão

17/11/2017

Polícia de Lisboa mata a tiros brasileira por engano

16/11/2017

Militares tomam poder no Zimbábue e prendem ditador

15/11/2017

Série de ataques deixa ao menos 4 mortos na Califórnia

14/11/2017

Tremor no Irã e no Iraque é o que mais matou no ano

13/11/2017

Trump sai novamente em defesa de Putin

12/11/2017

Putin nega a Trump ter interferido em eleição

11/11/2017

No Vietnã, Trump critica o comércio internacional

10/11/2017

Brasileira eleita nos EUA vê vitória contra racismo

09/11/2017

Igreja Católica pode discutir ordenação de padre casado

08/11/2017

Força Aérea não avisou sobre os antecedentes do atirador

07/11/2017

Problema de família motivou atirador do Texas, diz polícia

06/11/2017

Atirador mata mais de 20 pessoas em igreja no Texas

05/11/2017

Opositor na Venezuela pede sanções contra os chavistas

04/11/2017

Ex-vice argentino é acusado de enriquecimento ilícito

03/11/2017

Ataque a tiros em mercado nos EUA deixa três mortos

Trump pede pena de morte a terrorista de Nova Iorque

02/11/2017

Argentinos mortos nos EUA planejaram viajar há um ano

01/11/2017

Atropelador mata 8 pessoas em ciclovia de Nova York

31/10/2017

Líder da campanha de Donald Trump se entrega ao FBI

30/10/2017

Ato pede fim de separação

29/10/2017

Atentado na Somália mata 18

28/10/2017

Espanha destitui governo catalão e convoca eleições

25/10/2017

Presidente da China se iguala a líderes históricos

24/10/2017

Viúva de militar diz que ligação de Trump a fez chorar

23/10/2017

Candidatos de Macri vencem

22/10/2017

Espanha decide remover o governo da Catalunha

21/10/2017

Catalunha deve ter eleições antecipadas

20/10/2017

Senado dos EUA cobra gigantes de internet

19/10/2017

Oposição se nega a fazer juramento na Venezuela

18/10/2017

Coreia diz que guerra pode acontecer 'a qualquer hora'

17/10/2017

Incêndios em Portugal e na Espanha deixam 39 mortos

16/10/2017

Duas explosões na Somália matam ao menos 231 pessoas

15/10/2017

Vítimas de massacre no Brasil se tornam santos hoje

14/10/2017

Trump impõe exigências a acordo nuclear com o Irã

13/10/2017

Grupos palestinos Hamas e Fatah acertam reconciliação

.

12/10/2017

Incêndios matam 21 na Califórnia e 600 desaparecem

11/10/2017

Líder da Catalunha declara independência, mas recua

10/10/2017

Google descobre anúncios russos para tumultuar EUA

09/10/2017

Espanhóis vão às ruas contra independência

08/10/2017

Nos EUA, 30% dos adultos têm armas

07/10/2017

Campanha contra armas nucleares leva Nobel da Paz

06/10/2017

Atirador teria planejado ataque em outro festival

05/10/2017

Namorada de atirador não sabia de planos

Mais notícias: 1 2 3 4 5 Próximo

De que você precisa?

Copyright Agora. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).