Grana
29/10/2009

Saem as regras de acordos para revisão do FGTS

Luciana Lazarini
do Agora

O trabalhador que foi contratado até 22 de setembro de 1971, que optou pelo FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e permaneceu no mesmo emprego por pelo menos três anos, pode entrar em acordo com a Caixa Econômica Federal para receber a grana da revisão do fundo.

  • Confira na edição impressa do Agora, nas bancas nesta quinta-feira (29 de outubro), passo a passo sobre o acordo para revisão do FGTS. Veja também tira-dúvidas sobre o acordo e saiba como entrar na Justiça
  • Assine o Agora

Os herdeiros do trabalhador morto também poderão pedir a correção. A regulamentação do acordo deve sair em até 90 dias. Depois, o pedido poderá ser feito nas agências.

A correção é devida porque, até 1971, os juros anuais do FGTS podiam ser de até 6%, dependendo do tempo do contrato de trabalho. Após esse ano, foi estabelecido o juro de 3% ao ano, como é hoje. Mas a lei garantiu o direito aos juros progressivos para quem aderiu ao fundo antes de 1971. O problema é que os bancos gestores do FGTS aplicaram, incorretamente, 3% ao ano para todo mundo.

Segundo o Ministério do Trabalho, no acordo, será oferecido de R$ 380, para quem tem até dez anos de conta, a R$ 17.800, no caso de funcionários com mais de 40 anos de carteira assinada.

Serão pagas as diferenças desde 1971. Na Justiça, para quem for entrar com uma ação hoje, só são pagos a grana dos juros a partir de 1979. O Judiciário tem o prazo de 30 anos para pedir as diferenças não pagas.

As regras foram aprovadas anteontem pelo Conselho Curador do FGTS. A Caixa tem o prazo de até 90 dias para definir os detalhes do pagamento e começar a oferecer os acordos. A negociação vai valer para aqueles que estão aguardando a decisão da Justiça e também para os que têm direito, mas não entraram com uma ação.

Quando vale a pena
De acordo com o advogado Danilo Santana, especialista em direito social, o acordo não vale a pena para quem tem direito a receber valores maiores na Justiça. "Os valores pagos pelo Judiciário chegam a ser dez vezes maiores do que o que está sendo oferecido pela Caixa", afirma.

Já para aqueles que foram demitidos até outubro de 1979, e não podem entrar na Justiça porque perderam o prazo, o acordo pode ser a melhor saída, segundo o advogado. Para a Caixa, o que vale é o tempo de duração do contrato (a partir da data de admissão).

Leia mais

100 Serviços

Índice

PUBLICIDADE

27/04/2015

Saiba declarar o Imposto de Renda em 30 minutos

Ofertas do Feirão de imóveis da Caixa serão mantidas por alguns dias

Saiba se aposentar apesar de ter começado a pagar o INSS tarde

Onde declarar os valores do FGTS

26/04/2015

Prazo para a entrega da declaração termina na quinta

Hora extra é ação mais pedida na Justiça do Trabalho

Imóveis até R$ 190 mil são destaque no Feirão

Leitora pergunta se filha deve declarar terreno

25/04/2015

Casal quer saber sobre doação recebida

INSS pagará lote anual de atrasados em novembro

Confira imóveis que têm desconto no feirão

24/04/2015

Leitor pergunta se precisa enviar a declaração

Garanta o auxílio das doenças mais comuns

Remédios estão mais caros nas farmácias da capital

23/04/2015

INSS quer barrar correção maior de atrasados na Justiça

Shoppings sorteiam prêmios no Dia das Mães

Leitor quer saber como declarar precatório

22/04/2015

Veja como o autônomo consegue a nova revisão

Saiba como declarar compra de casa

Saiba como investir no Tesouro Direto

21/04/2015

Saiba declarar venda de imóvel

Veja dez erros que podem levar à malha fina do IR

Abono do PIS vai demorar mais para ser liberado

20/04/2015

Aposentados sofrem assédio para contratar consignado

Saiba declarar o consórcio à Receita Federal

Leitor quer saber como declarar imóvel já quitado no IR

Veja quem consegue ganhar atrasados maiores na Justiça

19/04/2015

Veja convênios para quem tem a partir de 59 anos

Confira como conseguir antes o benefício do INSS

Organize a documentação antes de pedir aposentadoria

Comprar imóvel à vista dá chance de pechinchar

18/04/2015

Auxílio-doença do INSS será renovado sem perícia

502 pessoas declaram mesma doméstica no IR

Leitor quer saber sobre pensão alimentícia

17/04/2015

Leitora quer saber se deve declarar carro doado

Correção maior do FGTS pode ser julgada até junho

Feirão da Caixa começa dia 24 em SP

Caixa sobe pela segunda vez os juros da casa

16/04/2015

Aposentado em São Paulo tem nova chance de trocar benefício

Aprenda a declarar a venda de imóvel

Preço do almoço por quilo aumenta em São Paulo

15/04/2015

Saiba declarar veículo financiado

Preço do gás de botijão deve aumentar R$ 5

Governo reduz cortes em seguro-desemprego e PIS

14/04/2015

INSS inclui auxílio-doença na aposentadoria por idade

Convênios devem subir mais de 9,65% em 2015

Leitor quer saber sobre dívida ativa do pai

13/04/2015

Veja os direitos dos clientes de TV, internet e celular

Escolha a melhor opção de imóvel

Leitor quer saber se declarar mãe pensionista

Mais notícias: 1 2 3 4 5 Próximo

De que você precisa?

Copyright Agora. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).