Grana
29/10/2009

Saem as regras de acordos para revisão do FGTS

Luciana Lazarini
do Agora

O trabalhador que foi contratado até 22 de setembro de 1971, que optou pelo FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e permaneceu no mesmo emprego por pelo menos três anos, pode entrar em acordo com a Caixa Econômica Federal para receber a grana da revisão do fundo.

  • Confira na edição impressa do Agora, nas bancas nesta quinta-feira (29 de outubro), passo a passo sobre o acordo para revisão do FGTS. Veja também tira-dúvidas sobre o acordo e saiba como entrar na Justiça
  • Assine o Agora

Os herdeiros do trabalhador morto também poderão pedir a correção. A regulamentação do acordo deve sair em até 90 dias. Depois, o pedido poderá ser feito nas agências.

A correção é devida porque, até 1971, os juros anuais do FGTS podiam ser de até 6%, dependendo do tempo do contrato de trabalho. Após esse ano, foi estabelecido o juro de 3% ao ano, como é hoje. Mas a lei garantiu o direito aos juros progressivos para quem aderiu ao fundo antes de 1971. O problema é que os bancos gestores do FGTS aplicaram, incorretamente, 3% ao ano para todo mundo.

Segundo o Ministério do Trabalho, no acordo, será oferecido de R$ 380, para quem tem até dez anos de conta, a R$ 17.800, no caso de funcionários com mais de 40 anos de carteira assinada.

Serão pagas as diferenças desde 1971. Na Justiça, para quem for entrar com uma ação hoje, só são pagos a grana dos juros a partir de 1979. O Judiciário tem o prazo de 30 anos para pedir as diferenças não pagas.

As regras foram aprovadas anteontem pelo Conselho Curador do FGTS. A Caixa tem o prazo de até 90 dias para definir os detalhes do pagamento e começar a oferecer os acordos. A negociação vai valer para aqueles que estão aguardando a decisão da Justiça e também para os que têm direito, mas não entraram com uma ação.

Quando vale a pena
De acordo com o advogado Danilo Santana, especialista em direito social, o acordo não vale a pena para quem tem direito a receber valores maiores na Justiça. "Os valores pagos pelo Judiciário chegam a ser dez vezes maiores do que o que está sendo oferecido pela Caixa", afirma.

Já para aqueles que foram demitidos até outubro de 1979, e não podem entrar na Justiça porque perderam o prazo, o acordo pode ser a melhor saída, segundo o advogado. Para a Caixa, o que vale é o tempo de duração do contrato (a partir da data de admissão).

Leia mais

100 Serviços

Índice

PUBLICIDADE

04/03/2015

Garanta mais atrasados na revisão dos auxílios

Justiça libera R$ 243 milhões para pagar precatórios

Leitor quer saber como declarar a mulher como dependente

03/03/2015

Veja como o aposentado deve declarar o Imposto de Renda

Servidores do INSS não conhecem novas regras

Saiba como declarar grana de ação trabalhista

02/03/2015

Declaração do IR começa hoje

Leitor quer saber como sócios de empresa podem declarar rendimentos no IR

Saiba quem tem benefícios extras antes de se aposentar

Confira até quando a dívida pode ser cobrada na Justiça

01/03/2015

Clínicas de saúde atraem clientes com preços baixos

Confira o valor do benefício proporcional após a troca

Agora tira dúvidas de leitores sobre o IR 2015

28/02/2015

Veja quem pode ter a nova revisão da aposentadoria

Conta de energia da Eletropaulo subirá 40%

27/02/2015

Veja o que muda a partir de domingo nos benefícios

Separe os documentos para declarar seu IR

Volkswagen anuncia recall do veículo Fox

26/02/2015

Aposentados de 88 a 91 garantem mais atrasados

Preço das frutas dispara com greve do transporte

25/02/2015

Veja profissões que passam a ganhar o tempo especial

Fevereiro tem a maior inflação desde 2003

24/02/2015

Justiça paga atrasados maiores a trabalhador

Entrega da declaração do IR começará na segunda-feira

23/02/2015

Entenda as mudanças na conta e saiba economizar luz

Conheça as taxas e fuja das dívidas

Veja qual será o novo valor do auxílio-doença do INSS

22/02/2015

Reajuste do salário mínimo poderá ser menor em 2016

Aposentado poderá sacar a grana do FGTS e do PIS

Bancos não respeitam direitos do consumidor

21/02/2015

Grupo terá lojas da rede Extra abertas 24 horas

Benefício por invalidez sai com atestado particular

Dilma admite negociar mudanças em benefícios

20/02/2015

Saiba tudo sobre a nova revisão das contribuições

Ministro da Previdência é contra idade mínima

19/02/2015

Saiba qual será o valor da aposentadoria neste ano

Veja dicas para reduzir o valor da conta de luz

18/02/2015

Veja o passo a passo para ganhar sua aposentadoria

Receita deposita hoje 2º lote da malha fina

17/02/2015

Veja o que a Justiça decidirá na revisão da poupança

Regularize seu cadastro na Nota Fiscal Paulista

16/02/2015

Compense a perda da pensão com a aposentadoria no INSS

Salão de beleza está cada vez mais caro

15/02/2015

Acerte no pagamento da contribuição

Nova revisão aumenta o valor das aposentadorias

Confira investimentos para driblar a inflação

14/02/2015

Tribunal dá mais atrasados a quem foi direto na Justiça

Shoppings têm horários diferentes no Carnaval

13/02/2015

Trabalhador poderá investir parte da grana do FGTS

Pão francês poderá ficar R$ 0,10 mais caro

Mais notícias: 1 2 3 4 5 Próximo

De que você precisa?

Copyright Agora. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).