Grana
09/08/2009

Aposentados de 2000 a 2004 podem ter revisão

Carolina Rangel
do Agora

Quem já possuía o tempo mínimo de contribuição para se aposentar (35 anos, homem, e 30 anos, mulher) entre novembro de 1999 e janeiro de 2000 pode ter revisão no valor do benefício desde que tenham se aposentado entre fevereiro de 2000 e novembro de 2004. A decisão é do TRF 4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), que engloba os Estados do Sul.

  • Veja como fugir do fator previdenciário na edição impressa do Agora deste sábado, 8 de agosto, nas bancas

A revisão pode chegar a 14,4%, segundo o consultor previdenciário Marco Anflor (do site www.assessorprevidenciario.com.br). No entanto, há casos em que o aposentado não tem direito à correção.

Os cálculos consideram homens que tinham 53 anos de idade e 35 de contribuição e mulheres com 48 anos de idade e 30 de contribuição em 28 de novembro de 1999, logo após o fator previdenciário (que reduz o benefício de quem se aposenta mais cedo) ser implantado.

Segundo a decisão do tribunal, o segurado tem direito a receber o melhor benefício, se ele já tiver cumprido as exigências. No período de 2000 a 2004, o fator previdenciário, criado em novembro de 1999, passou a ser mais prejudicial a cada mês. Isso porque, após a implantação do fator, em novembro de 1999, foi criada uma regra de transição. Dessa forma, até 2004, o fator era aplicado progressivamente.

Por isso, quem tinha direito a se aposentar logo no início da criação do fator, teve menos desconto no benefício.

A correção é maior para as aposentadorias pedidas após 2003. Naquele ano, o fator previdenciário teve uma mudança que aumentou os descontos nos benefícios.

O motivo é que houve um aumento na expectativa de vida, de acordo com a pesquisa atualizada do Censo de 2000, feito pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Como o fator leva em conta a expectativa de vida, e o brasileiro estava vivendo mais, as aposentadorias do INSS ficaram menores.

Como pedir
Antes de pedir a correção, a recomendação é que o aposentado consulte um advogado para pedir os cálculos. Pode ser que ele não tenha ganho no valor do benefício.

O pedido de revisão deverá ser feito, primeiramente, na agência do INSS. Se for negado, o aposentado poderá entrar com uma ação na Justiça. Embora a ação seja do Sul, é possível entrar com um processo no Juizado Especial Federal de SP (veja os endereços ao lado). O Ministério da Previdência não comenta ações judiciais.

100 Serviços

Índice

PUBLICIDADE

28/11/2014

Peça a aposentadoria hoje para escapar de desconto maior do fator

Empresas começam a pagar primeira parcela do 13º hoje

Grandes lojas têm ofertas na Black Friday

27/11/2014

Piso salarial da doméstica subirá para R$ 905 em SP

Gasolina pode subir até R$ 0,12

Governo quer pagar PIS menor a demitido

26/11/2014

Nova consulta à revisão dos auxílios fica para dezembro

Piso das domésticas pode subir para R$ 891

Preço da gasolina pode subir mais

25/11/2014

Teto das aposentadorias vai para R$ 4.673 em 2015

Jovens da periferia compram mais carros

Celular e internet são caros no país

24/11/2014

Evite dor de cabeça com as compras na Black Friday, na próxima sexta

Trocar de produto é uma forma de gastar menos nas compras

Trabalhador que contribui tarde pode ter aposentadoria maior

Agora traz caderno especial sobre Previdência Privada

23/11/2014

Prepare o seu bolso para passar as férias na praia

Contribuições que ficaram de fora aumentam a aposentadoria

Juros dos atrasados têm desconto de Imposto de Renda

22/11/2014

Congresso pressiona com reajuste nos benefícios

Clientes lotam 25 de Março para as compras de Natal

Inflação dos alimentos deve ser menor do que em 2013

21/11/2014

Segurado já pode consultar segunda parcela do 13º do INSS

IPI de carro zero voltará ao normal em janeiro

20/11/2014

Mais doenças poderão dar isenção do Imposto de Renda

IPVA de carro usado vai cair 4,2% no ano que vem

INSS revisará aposentadoria que incluiu auxílio-doença

19/11/2014

Corrija o IR até o dia 28 e garanta restituição neste ano

Idoso poderá ser dispensado de passar por perícia no INSS

Devedor pode perder carro após três meses

18/11/2014

Troca de aposentadoria deverá ficar só para 2015

TCU diz que pagamento das aposentadorias está em risco

17/11/2014

Preço da pizza aumenta até 10% no Estado de São Paulo

Cancelamento de telefone e TV demora

Veja a carência exigida para ganhar benefícios no INSS

16/11/2014

Escola não pode exigir nome limpo dos pais

Confira as promoções de Natal dos shoppings de SP

Saiba quando é vantagem pedir a aposentadoria já

15/11/2014

Veja como cobrar o FGTS sem precisar ir à Justiça

Parte dos convênios não informa sobre suspensão

Construção fecha 33.556 mil vagas no mês de outubro

14/11/2014

Supremo limita prazo para pedir o depósito do FGTS

Governo suspende a venda de 65 convênios

Trabalhador deve checar os extratos

13/11/2014

Amil é multada em R$ 870 mil por cortar hospital sem aviso

Senado aprova direito ao tempo especial com proteção

Redução do INSS para as domésticas avança

12/11/2014

Com falta de chuvas, preço do limão dispara na capital

Empresa de call center que insistir em ligar será multada

Superior Tribunal de Justiça ainda dá troca de benefício

Mais notícias: 1 2 3 4 5 Próximo

De que você precisa?

Copyright Agora. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).