Defesa do Cidadão
30/05/2011

Vendedor quer pagar INSS atrasado

Débora Melo
do Agora

O vendedor Jânio Marques da Silva, 51 anos, diz que contribuiu ao INSS durante 33 anos e dez meses. Ele quer se aposentar por tempo de contribuição e pergunta se pode, hoje, recolher as contribuições referentes a dois anos que ficou sem pagar a Previdência.

"Entre 92 e 93 e, depois, de 98 a 99, eu não trabalhei com registro em carteira e também não paguei o INSS. Queria usar esse tempo agora para me aposentar", afirma Silva.

A aposentadoria por tempo de contribuição é paga aos homens com 35 anos de pagamento e às mulheres com 30 anos de contribuição. Se conseguisse recolher os pagamentos em atraso, o leitor já teria tempo para se aposentar. Antes, porém, é preciso verificar se o recolhimento atrasado vale a pena.

"O valor das contribuições será acrescido de juros e multa. Quanto mais antigo o período, mais caro ficará para o segurado", afirma o advogado Diego Franco Gonçalves, do escritório Francisco Rafael Gonçalves Advogados Associados. O advogado diz que, para saber o valor exato que terá que pagar, o leitor deve solicitar à agência da Previdência o cálculo do recolhimento em atraso (é preciso agendar horário pelo telefone 135).

"De repente pode compensar continuar trabalhando e contribuindo por mais dois anos. Ele terá que fazer as contas para saber o que vale a pena", afirma.

De qualquer forma, o segurado terá que comprovar que estava trabalhando para que a Previdência aceite os pagamentos em atraso. "Esse é o requisito principal para que o INSS aceite essas contribuições", afirma o advogado. "Será preciso apresentar todos os documentos que possam comprovar o desempenho de uma atividade naquele período. Quem foi comerciante, por exemplo, pode apresentar notas fiscais do período.

Índice

PUBLICIDADE

10/02/2016

Empresa atualiza endereço

Cliente quer receber fatura

Fabricante devolverá grana

Ar-condicionado nunca funcionou

09/02/2016

Operadora corrige a fatura

Tarifa internacional fica cara

Empresa fará reembolso

CVC não reserva hotel contratado por cliente

08/02/2016

INSS não conta todos os anos trabalhados

07/02/2016

INSS não encontrou o pedido

Aposentada espera revisão desde 2014

06/02/2016

Eletropaulo emite nova fatura

Conta de luz chega a R$ 500

Operadora altera o plano

TIM cobra valor maior que o combinado

05/02/2016

Banco promete novo cartão

Cartão de crédito é extraviado

Vivo devolve valor cobrado

Leitor diz que créditos de celular somem

04/02/2016

Prefeitura conserta iluminação

Rua fica com postes apagados

Net corrige a mensalidade

Pacote com internet e TV chega mais caro

03/02/2016

Operadora faz o serviço

Cliente espera instalação de TV

Concessionária é notificada

Praça e canteiro central têm mato alto

02/02/2016

Operadora cancela serviço

Oi muda plano de cliente

Concessionária dá explicação

SPTrans não libera Bilhete Único Especial

01/02/2016

Vigilante tenta contar seu tempo especial

31/01/2016

Órgão concede o benefício

INSS atrasa liberação de aposentadoria

30/01/2016

Eletropaulo promete solução

Rua fica sem luz por horas

Serviço volta a funcionar

Net corta canais de TV indevidamente

29/01/2016

Aposentada recebe a mesa

Empresa entrega móvel errado

Não há condições técnicas

Vivo vende internet em local sem acesso

28/01/2016

Operadora entra em contato

Net envia cobrança indevida

Caixa gera uma nova senha

27/01/2016

Carrefour regulariza cliente

Pagamento não é confirmado

Operadora reembolsa cliente

Claro cobra multa por plano cancelado

26/01/2016

Loja retira nome de cadastro

Mais notícias: 1 2 3 4 5 Próximo

De que você precisa?

Copyright Agora. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).