Defesa do Cidadão
17/12/2012

SPPrev corta pensão deixada para autista

Viviam Nunes
do Agora

A leitora Silvana Vazquez Gicovate, 48 anos, conta que a pensão que seu filho recebia da avó, que morreu em 2007, foi cortada neste ano.

O benefício era pago pela SPPrev, autarquia que administra o regime próprio de Previdência dos servidores do Estado.

Segundo a leitora, a grana foi cortada quando o dependente completou 18 anos, ou seja, deixou de ser menor.

Porém, como ele é autista, Silvana diz que o filho teria o direito de receber a pensão por toda sua vida.

Para a leitora, o corte é indevido, pois ele não recebia a pensão por ser menor de idade, mas sim por causa da incapacidade.

"Ele passou por perícia para ter a pensão", conta.

O advogado Breno Campos, do escritório Lacerda e Lacerda, explica que o desentendimento está ocorrendo por conta de divergências entre as leis.

A lei previdenciária federal não coloca o neto na categoria de dependente do servidor, seja ele menor ou incapaz, para fins de recebimento de pensão. Já a lei estadual de São Paulo previa esse direito para o neto.

Procurada, a SPPrev confirmou que o pagamento foi cortado porque a legislação federal proibiu a concessão de benefícios do regime próprio dos servidores que não estejam previstos nas regras usadas para os empregados da iniciativa privada.

Por isso, "tanto na condição de neto menor de 21 anos quanto na condição de neto incapaz, Ariel Vasquez Gicovate não faz jus à continuidade do benefício", disse a autarquia.

Nesse caso, o advogado Breno Campos sugere que a leitora busque a Justiça, pois há chance de a pensão ser restituída.

Índice

PUBLICIDADE

11/12/2016

INSS não reconhece períodos

Motorista aguarda benefício especial

10/12/2016

Medicamentos serão entregues

Paciente precisa de colírios

Companhia realiza reparo

Semáforos na região central têm falhas

09/12/2016

Compra está em processo

Faltam fraldas em UBS

Operadora faz correções

Vivo quase dobra valores de contas

08/12/2016

Iamspe agenda para amanhã

Paciente precisa de exame

Operadora mantém suspensão

TIM cancela linha de celular pré-paga

07/12/2016

Hospital estadual nega registro

Paciente aguarda cirurgia

Empresa faz substituição

Extra demora para trocar computador

06/12/2016

Claro TV esclarece sobre plano

Cliente pede troca de aparelho

Empresa confirma suspensão

Amil cobra por plano cancelado

05/12/2016

TJ-SP detalha processo

Motorista espera precatório há 12 anos

04/12/2016

INSS não comenta erro

Operadora de caixa exige auxílio-doença

03/12/2016

Empresa cancela o serviço

Cliente reclama de multa por chip da claro

Electrolux entrará em contato

Lavadora na garantia faz muito barulho

02/12/2016

Operadora altera o número

Claro erra ao cadastrar chip

Prefeitura promete reparo

Buraco em rua está aberto há um mês

01/12/2016

Leitor passará por avaliação

SPTrans nega Bilhete Especial

Operadora dará descontos

Net faz cobranças indevidas, diz cliente

30/11/2016

Operadora cancela a linha

Claro envia cobrança indevida

Paciente será acompanhado

Leitor reclama de demora em UBS

29/11/2016

Seguradora deposita valor

Leitora aguarda o Dpvat

Operadora propõe acordo

Vivo faz cobrança indevida, diz cliente

28/11/2016

Idoso não quer renda menor

Garçom perde auxílio depois de 11 anos

27/11/2016

Processo será retomado

Segurada espera benefício há quatro meses

Mais notícias: 1 2 3 4 5 Próximo

De que você precisa?

Copyright Agora. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).