Brasil
16/06/2011

Câmara aprova sigilo em orçamentos da Copa-2014

Folha de S.Paulo

BRASÍLIA -- A Câmara dos Deputados aprovou ontem à noite o texto básico de uma medida provisória que permitirá ao governo federal manter em segredo orçamentos feitos pelos próprios órgãos da União, de Estados e municípios para as obras da Copa do Mundo de 2014 e da Olimpíada do Rio em 2016.

A decisão foi incluída de última hora no novo texto da medida provisória 527, que cria o RDC (Regime Diferenciado de Contratações), específico para os eventos.

Com a mudança, não será possível afirmar, por exemplo, se a Copa-2014 estourou ou não o orçamento.

O texto final, porém, ainda pode ser alterado, já que os destaques só serão avaliados no dia 28. Só órgãos de controle, como os tribunais de contas, receberão os dados. Ainda assim, apenas quando o governo considerar conveniente repassá-los --e sob a determinação expressa de não divulgá-los.

A MP altera ou flexibiliza dispositivos da Lei de Licitações (8.666/1993) para as obras da Copa e dos Jogos. O governo tenta mudar a lei desde 2010, mas esbarrava na resistência da oposição.

Normalmente, a administração pública divulga no edital da concorrência quanto estima pagar por obra ou serviço (orçamento prévio). O cálculo é feito através da aplicação de tabelas oficiais ou em pesquisas de mercado. O valor é usado para balizar o julgamento das propostas.

Na versão que o Planalto tentou aprovar em maio, a MP prometia disponibilizar os valores aos órgãos de controle e não havia restrição à revelação dos dados.

Além disso, os órgãos de controle poderiam solicitar informações antes ou depois do final da licitação.

Agora, a MP diz que o orçamento prévio será disponibilizado "estritamente" aos órgãos de controle e "possuirá caráter sigiloso".

Também foi retirada do texto a garantia de acesso a qualquer momento por órgãos de controle. Em tese, o governo poderia informar valores só após o fim das obras. O texto foi reescrito pelo deputado José Guimarães (PT-CE).

Índice

PUBLICIDADE

20/11/2017

Cotado a ministério foi aliado de bicheiro, aponta relatório

19/11/2017

Após 6 meses, delação da JBS investiga poucos políticos

18/11/2017

Assembleia tira a cúpula do PMDB do Rio da cadeia

17/11/2017

Cacique do PMDB do Rio, Picciani se entrega à polícia

16/11/2017

Ministro Picciani direcionou licitação, diz marqueteiro

15/11/2017

Ação atinge deputados do Rio

Ministro do Supremo rejeita delação e questiona a PGR

14/11/2017

Tucano deixa Cidades e inicia saída do partido do governo

13/11/2017

Evento do PSDB paulista tem coro de 'fora, Aécio'

12/11/2017

Mercado vê Bolsonaro como opção contra Lula em 2018

11/11/2017

Parlamentares ganham a semana toda de feriadão

10/11/2017

Sob pressão, Aécio retira Tasso do comando tucano

09/11/2017

Após pressão, Temer decide trocar o diretor-geral da PF

08/11/2017

Ex-procurador orientou JBS em delação, indica e-mail

07/11/2017

Prova contra o presidente Temer foi forjada, diz Cunha

06/11/2017

Fiscalização vê caixa preta e manobra fiscal de Alckmin

05/11/2017

Bolsonaro e Marina podem ter menos TV que Enéas

04/11/2017

Dez prefeitos de capitais podem concorrer em 2018

03/11/2017

Fugas ao exterior criam obstáculo para ação de Moro

02/11/2017

Dodge vê repasse ilegal da Odebrecht para Aloysio

01/11/2017

Gilmar barra transferência de Cabral a presídio federal

31/10/2017

Pesquisa aponta que 22% dos brasileiros são pobres

30/10/2017

Nova lei deverá tornar mais difícil renovação da Câmara

28/10/2017

Aliados de Temer querem logo a reforma ministerial

27/10/2017

Governo não tem mais votos para projetos, afirma Maia

Temer libera 40% a mais a deputado que votou com ele

26/10/2017

Deputados barram segunda denúncia contra presidente

Temer é levado a hospital para desobstruir a bexiga

25/10/2017

Placar sobre denúncia dará dimensão da força de Temer

24/10/2017

Temer tenta frear debandada na Câmara antes de votação

22/10/2017

Lava Jato confirma ordens de pagamento ao PMDB

21/10/2017

Sócio de filho de Lula era fachada para repasses da Oi

20/10/2017

Presidente corre risco de ter menos votos na segunda denúncia

Por votos na Câmara, Temer não privatizará Congonhas

19/10/2017

Comissão da Câmara aprova relatório a favor de Temer

18/10/2017

Senado derruba decisão do STF e Aécio retoma mandato

17/10/2017

Em carta, Temer afirma que é vítima de 'conspiração'

16/10/2017

Dogde quer sigilo de delação até Justiça aceitar denúncia

15/10/2017

Recuo na reforma mantém vantagem a candidato rico

14/10/2017

Funaro contradiz ex-assessor e liga presidente a propina

12/10/2017

Decisão do STF favorece a volta de Aécio ao Senado

11/10/2017

Relator pede arquivamento da 2ª denúncia contra Temer

10/10/2017

Relator entrega parecer pró-Temer sobre denúncia

09/10/2017

Alvo de ação sobre Temer, empresa atua sem contrato

08/10/2017

Por apoio a Lula, PT pode se aliar a algozes de Dilma

07/10/2017

Temer sanciona o fundão eleitoral e barra a censura

06/10/2017

Reforma política permite censurar conteúdo em sites

05/10/2017

Fundão eleitoral de R$ 2 bi é aprovado pela Câmara

04/10/2017

Senado acaba com coligações e cria cláusula de barreira

03/10/2017

Dodge quer ouvir Temer em inquérito do porto de Santos

Mais notícias: 1 2 3 4 5 Próximo

De que você precisa?

Copyright Agora. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).