Brasil
30/03/2012

Ministro do Supremo quebra sigilo bancário de senador

Folha de S.Paulo

Brasília - O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Ricardo Lewandowski, determinou a quebra de sigilo bancário do senador Demóstenes Torres (DEM-GO), por cerca dois anos, período em que ele foi flagrado em conversas telefônicas com o empresário ligado à exploração de jogos clandestinos, Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira --que foi preso pela Polícia Federal.

Lewandowski é o relator do inquérito sobre Demóstenes apresentado na terça-feira pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel.

Gravações reveladas anteontem pelo "Jornal Nacional", da TV Globo, mostravam o nome do senador do DEM mencionado em conversas em que o bicheiro e integrantes de seu grupo discutiam cifras milionárias.

O ministro pediu ainda ao Senado a lista das emendas ao Orçamento apresentadas por Demóstenes --isso pode indicar que uma de suas linhas de investigação será analisar se o senador utilizou prerrogativas de seu cargo para favorecer Cachoeira.

Ricardo Lewandowski negou, no entanto, pedido do procurador-geral para um depoimento de Demóstenes Torres por entender que ainda não é a hora.

Carlinhos Cachoeira está preso preventivamente desde 29 de fevereiro, após a Operação Monte Carlo, da Polícia Federal, que desmontou uma quadrilha que explorava máquinas caça-níqueis.

O senador aparece em conversas telefônicas, interceptadas com autorização judicial, com Cachoeira.

Demóstenes admite que recebeu do empresário telefone especial para conversas entre os dois. A Polícia Federal gravou cerca de 300 diálogos entre o senador e o bicheiro.

Resposta

Brasília - Questionado sobre as gravações, o advogado do senador Demóstenes Torres (DEM-GO), Antonio Castro, afirmou que elas não têm valor jurídico e são totalmente nulas. Isso porque o senador só poderia ser investigado com autorização do STF.

As defesas de Cachoeira e de outros presos pela PF não foram localizadas.

Índice

PUBLICIDADE

30/10/2014

Ministro do STF explica por que Dirceu pode ir para casa

Aliados ameaçam governo em votações no Congresso

29/10/2014

Tribunal nega extradição e mensaleiro é solto na Itália

Lula diz a aliados que será candidato na eleição de 2018

28/10/2014

Executivo assina acordo de delação no caso Petrobras

PT defende fator 85/95 para as aposentadorias do INSS

Dilma afirma que não vai fazer choque na economia

PMDB já resiste à proposta de plebiscito da reforma política

Perus é o bairro mais dividido entre Dilma e Aécio em SP

27/10/2014

Dilma é reeleita em disputa apertada e diz que quer união dos brasileiros

Aécio amplia vantagem na capital com votos da periferia

Boatos sobre a morte de doleiro espalham na internet

Em discurso, Dilma pede união e promete reformas

Dilma vai escalar tropa de choque para enfrentar crises

Após derrota, Aécio afirma que cumpriu a sua missão

Dilma enfrentará dificuldades políticas e na economia

PT perde votos em redutos históricos da Grande SP

Aécio perde em só duas cidades do interior e litoral

Avanço no Nordeste sustenta vitória de presidente reeleita

Nordestinos são atacados nas redes sociais

PT já lança candidatura de Lula à Presidência para 2018

PMDB é o partido que tem mais governadores eleitos

26/10/2014

Doleiro passa mal e é internado em hospital

Congresso vai discutir aumento após eleições

25/10/2014

Doleiro diz que Dilma e Lula sabiam do caso Petrobras

Corrupção e críticas a FHC marcam debate

24/10/2014

Banco ajudou Val Marchiori a conseguir empréstimo

23/10/2014

Na televisão, Aécio diz que sofre ataques contra a honra

22/10/2014

STF condena Protógenes por vazamento de informações

21/10/2014

Dirceu pede para terminar pena em casa

20/10/2014

Dilma desconhece autor de desvio da Petrobras

Candidatos evitam ataques e debatem mais propostas

Aécio critica demora de admissão de Dilma

19/10/2014

Fiscalização mostra que há descontrole no Pronatec

No Senado, Aécio priorizou candidatura

18/10/2014

Ex-presidente do PSDB levou R$ 10 milhões, diz delator

Na reta final, candidatos decidem manter ataques

17/10/2014

Ex-presidente do PSDB recebeu propina, diz delator

Aécio e Dilma fazem debate mais agressivo da eleição

16/10/2014

Dirceu pedirá para cumprir restante da pena em casa

15/10/2014

Dilma e Aécio trocam farpas sobre corrupção em debate

14/10/2014

PT processa ex-diretor da Petrobras por difamação

13/10/2014

Marina Silva declara apoio ao tucano Aécio Neves

12/10/2014

Aécio concorda com fim da reeleição e reforma agrária

11/10/2014

Dilma diz que oposição usa Petrobras para dar 'golpe'

10/10/2014

Tesoureiro do PT desviava verba, afirmam delatores

09/10/2014

Petrobras financiou políticos do PT, PMDB e PP, diz Costa

Partido de Campos apoia Aécio e Rede diz não a Dilma

08/10/2014

Marina vai anunciar apoio no segundo turno amanhã

Auxílio-moradia a juízes custará R$ 1 bilhão por ano

Mais notícias: 1 2 3 4 5 Próximo

De que você precisa?

Copyright Agora. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).