Brasil
30/03/2012

Ministro do Supremo quebra sigilo bancário de senador

Folha de S.Paulo

Brasília - O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Ricardo Lewandowski, determinou a quebra de sigilo bancário do senador Demóstenes Torres (DEM-GO), por cerca dois anos, período em que ele foi flagrado em conversas telefônicas com o empresário ligado à exploração de jogos clandestinos, Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira --que foi preso pela Polícia Federal.

Lewandowski é o relator do inquérito sobre Demóstenes apresentado na terça-feira pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel.

Gravações reveladas anteontem pelo "Jornal Nacional", da TV Globo, mostravam o nome do senador do DEM mencionado em conversas em que o bicheiro e integrantes de seu grupo discutiam cifras milionárias.

O ministro pediu ainda ao Senado a lista das emendas ao Orçamento apresentadas por Demóstenes --isso pode indicar que uma de suas linhas de investigação será analisar se o senador utilizou prerrogativas de seu cargo para favorecer Cachoeira.

Ricardo Lewandowski negou, no entanto, pedido do procurador-geral para um depoimento de Demóstenes Torres por entender que ainda não é a hora.

Carlinhos Cachoeira está preso preventivamente desde 29 de fevereiro, após a Operação Monte Carlo, da Polícia Federal, que desmontou uma quadrilha que explorava máquinas caça-níqueis.

O senador aparece em conversas telefônicas, interceptadas com autorização judicial, com Cachoeira.

Demóstenes admite que recebeu do empresário telefone especial para conversas entre os dois. A Polícia Federal gravou cerca de 300 diálogos entre o senador e o bicheiro.

Resposta

Brasília - Questionado sobre as gravações, o advogado do senador Demóstenes Torres (DEM-GO), Antonio Castro, afirmou que elas não têm valor jurídico e são totalmente nulas. Isso porque o senador só poderia ser investigado com autorização do STF.

As defesas de Cachoeira e de outros presos pela PF não foram localizadas.

Índice

PUBLICIDADE

18/04/2015

Ex-deputado assume como tesoureiro do PT

Oposição age por desespero, afirma ministro de Dilma

17/04/2015

Contas de Dilma podem ser rejeitadas após decisão

16/04/2015

Oposição vai analisar pedido de impeachment de Dilma

Tesoureiro do PT é preso e acusado de fazer caixa dois

15/04/2015

Advogado ligado ao PT é indicado para o Supremo

14/04/2015

Governo segurou denúncia de suborno, afirma delator

13/04/2015

Cunha aumenta críticas contra o PT após protesto

12/04/2015

Grupos testam força nas ruas contra Dilma

63% apoiam abertura de processo de impeachment

11/04/2015

PF prende políticos e apura crimes na Caixa e na Saúde

10/04/2015

Petrobras estima perdas com corrupção em R$ 6 bilhões

09/04/2015

Ministro anuncia própria nomeação sem aval de Dilma

08/04/2015

Força-tarefa vai investigar fraudes contra a Receita

07/04/2015

Recuperar a Petrobras é luta do governo, diz Dilma

06/04/2015

Assessor de Dilma defende saída de tesoureiro do PT

05/04/2015

Nove investigadores formam núcleo da Operação Lava Jato

04/04/2015

Fraude contra a Receita tinha até tabela de preços

03/04/2015

Empresa de Dirceu faturou R$ 39,1 milhões em oito anos

02/04/2015

Pesquisa aponta que 74% não têm confiança em Dilma Rousseff

01/04/2015

Cortes no Orçamento podem chegar a até R$ 80 bilhões

31/03/2015

Petrobras propõe aumentar salário de diretores em 13%

30/03/2015

Joaquim Levy tenta impedir votação de ajuste fiscal

Juiz da Lava Jato defende prisão após 1ª condenação

29/03/2015

Ministro Joaquim Levy critica Dilma Rousseff em evento

De cada 10 aliados, 3 votam contra a presidente Dilma

28/03/2015

Crescimento do governo Dilma é o menor desde Collor

27/03/2015

Quadrilha frauda R$ 6 bilhões de multas da Receita Federal

26/03/2015

Governo ganha tempo para negociar dívidas dos Estados

25/03/2015

PMDB critica ajuste e obriga Dilma a renegociar dívidas

24/03/2015

Ex-diretor da Petrobras e tesoureiro do PT viram réus

23/03/2015

Procuradoria-geral quer investigar doações legais

22/03/2015

Pagamentos a Dirceu eram propina, dizem empreiteiras

21/03/2015

Dilma envia projeto de lei que eleva imposto de empresas

Procuradoria quer penas mais duras para corruptos

20/03/2015

Delatores dizem que mais 4 gerentes recebiam propina

O sujo e o mal lavado

19/03/2015

Presidente da Câmara anuncia queda de ministro

Em crise, governo anuncia pacote contra a corrupção

18/03/2015

Empresa de Dirceu ganhou R$ 29 milhões de empreiteiras

17/03/2015

Tesoureiro do PT denunciado por lavagem de dinheiro

Dilma admite erros e pede trégua para aprovar ajuste

15/03/2015

Documento reforça suspeita de propina em campanha

Acidente com ônibus mata 32

Oposição decide aderir em bloco a protesto anti-Dilma

Ministro propõe cobrar imposto sobre heranças

14/03/2015

Protesto critica governo, mas rejeita impeachment

Ex-juiz do caso Eike confessa desvio de R$ 836 mil

13/03/2015

Movimentos criticam cortes e pressionam o governo

12/03/2015

Justiça repatria R$ 182 milhões de contas de delator na Suíça

Mais notícias: 1 2 3 4 5 Próximo

De que você precisa?

Copyright Agora. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).