Brasil
30/03/2012

Ministro do Supremo quebra sigilo bancário de senador

Folha de S.Paulo

Brasília - O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Ricardo Lewandowski, determinou a quebra de sigilo bancário do senador Demóstenes Torres (DEM-GO), por cerca dois anos, período em que ele foi flagrado em conversas telefônicas com o empresário ligado à exploração de jogos clandestinos, Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira --que foi preso pela Polícia Federal.

Lewandowski é o relator do inquérito sobre Demóstenes apresentado na terça-feira pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel.

Gravações reveladas anteontem pelo "Jornal Nacional", da TV Globo, mostravam o nome do senador do DEM mencionado em conversas em que o bicheiro e integrantes de seu grupo discutiam cifras milionárias.

O ministro pediu ainda ao Senado a lista das emendas ao Orçamento apresentadas por Demóstenes --isso pode indicar que uma de suas linhas de investigação será analisar se o senador utilizou prerrogativas de seu cargo para favorecer Cachoeira.

Ricardo Lewandowski negou, no entanto, pedido do procurador-geral para um depoimento de Demóstenes Torres por entender que ainda não é a hora.

Carlinhos Cachoeira está preso preventivamente desde 29 de fevereiro, após a Operação Monte Carlo, da Polícia Federal, que desmontou uma quadrilha que explorava máquinas caça-níqueis.

O senador aparece em conversas telefônicas, interceptadas com autorização judicial, com Cachoeira.

Demóstenes admite que recebeu do empresário telefone especial para conversas entre os dois. A Polícia Federal gravou cerca de 300 diálogos entre o senador e o bicheiro.

Resposta

Brasília - Questionado sobre as gravações, o advogado do senador Demóstenes Torres (DEM-GO), Antonio Castro, afirmou que elas não têm valor jurídico e são totalmente nulas. Isso porque o senador só poderia ser investigado com autorização do STF.

As defesas de Cachoeira e de outros presos pela PF não foram localizadas.

Índice

PUBLICIDADE

12/02/2016

Lava Jato apura se Odebrecht pagou marqueteiro de Dilma

11/02/2016

Lula afirma que PT cometeu erros e vai pagar por eles

10/02/2016

Juiz autoriza investigação sobre sítio usado por Lula

Carnaval do Congresso dura 12 dias e só termina na terça

09/02/2016

Dilma tenta barrar prova da Lava Jato na Justiça Eleitoral

08/02/2016

Lava Jato completa 2 anos sob ataques de advogados

07/02/2016

Dilma vai negociar reformas com PT e centrais sindicais

País pode ter pior recessão da história, afirma estudo

06/02/2016

Andrade Gutierrez promete delação sobre Copa e eleição

05/02/2016

Polícia investiga ligação de Lula com compra de medidas

04/02/2016

Amigo e empresas bancaram obra em sítio usado por Lula

03/02/2016

Dilma é vaiada no Congresso ao pedir aprovação da CPMF

02/02/2016

Obra de sítio é puxadinho, afirma advogado de Lula

Cunha acusa Supremo de intervenção no Congresso

01/02/2016

Lula esteve no tríplex para avaliar compra, diz instituto

31/01/2016

Obra em tríplex atendia ao gosto de Lula, diz engenheiro

30/01/2016

Investigado, Lula é intimado para depor sobre tríplex

Nota fiscal de barco reforça ligação de Lula com sítio

29/01/2016

Odebrecht fez obra em sítio ligado a Lula, diz fornecedor

28/01/2016

Lava Jato abre investigação sobre imóvel ligado a Lula

27/01/2016

Delator recua de acusações a José Dirceu em depoimento

26/01/2016

Ex-ministro diz que lobista pediu apoio para aprovar lei

25/01/2016

PT quer lançar candidatos a prefeito em 20 capitais

24/01/2016

Defesa da Odebrecht criou manifesto contra a Lava Jato

23/01/2016

Dilma se compara a Getúlio Vargas e diz que não vai sair

21/01/2016

Situação política hoje é pior do que na ditadura, diz Lula

20/01/2016

FMI prevê queda maior da economia brasileira em 2016

19/01/2016

Campanha de Lula recebeu de propina R$ 50 mi, diz delator

18/01/2016

Pena de delatores da Lava Jato cai de 274 para 7 anos

17/01/2016

Lava Jato mira comunicação e subsidiárias da Petrobras

16/01/2016

Advogados lançam manifesto contra a Operação Lava Jato

15/01/2016

Delator reconhece assessor de Palocci que levou R$ 2 milhões

14/01/2016

Procuradoria suspeita de quadros de Collor

Ex-diretor deu obra à OAS na gestão de Jaques Wagner

13/01/2016

Procurador diz que Lula deu controle de estatal a Collor

12/01/2016

Depoimento de Cerveró liga Lula a empréstimo suspeito

11/01/2016

Investigados denunciam ameaça de aliado de Cunha

10/01/2016

Ex-deputado que negocia delação cita Wagner e Aécio

09/01/2016

Lucro de Cunha é mais difícil que loteria, diz procuradoria

08/01/2016

Marina defende cassação de Dilma pela Justiça Eleitoral

07/01/2016

Cunha tem R$ 1,8 mi não explicado, diz investigação

06/01/2016

Supremo dá dez dias para Cunha apresentar defesa

05/01/2016

Fala de ministro aumenta mal-estar entre PT e governo

04/01/2016

Crise derruba arrecadação e investimento de prefeituras

03/01/2016

O PT se lambuzou, diz Jaques Wagner, chefe da Casa Civil

02/01/2016

Dilma veta reajuste do Bolsa Família em lei do orçamento

01/01/2016

Papéis liberados na Lei de Acesso não são entregues

31/12/2015

Erros do governo ajudaram crise econômica, diz ministro

30/12/2015

Procurador-geral protege Renan Calheiros, diz Cunha

29/12/2015

Governo decide pagar pedaladas ainda neste ano

Mais notícias: 1 2 3 4 5 Próximo

De que você precisa?

Copyright Agora. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).