Brasil
03/06/2018

Dersa vê fraude milionária após acerto com José Serra

Folha de S. Paulo

A empreiteira Odebrecht recebeu R$ 191,6 milhões da Dersa, empresa responsável por obras rodoviárias de São Paulo, por meio de um acordo de 2009 que foi fraudado, segundo um documento sigiloso da estatal.

Ele faz parte de um inquérito que apura o pagamento de suborno ao então governador e hoje senador José Serra (PSDB).

O montante equivale atualmente a R$ 463,8 milhões e, segundo a delação da Odebrecht, a Dersa só aceitou pagá-lo após a empreiteira acertar uma propina de R$ 23,3 milhões a Serra.

O caso é tratado como suspeita de corrupção, e não contribuição via caixa dois, já que a empreiteira relata que houve contrapartida –o acordo com a Dersa para pagar os atrasados.

A fraude teria ocorrido dentro da estatal, de acordo com um perito contratado para analisar o processo judicial e o acordo com um braço da Odebrecht para rodovias, a CBPO.

Resposta

A Dersa afirma em nota que "está colaborando e prestando todas as informações solicitadas pelo Ministério Público sobre o assunto, que corre em segredo de Justiça".

A companhia estatal explica ainda que "se houve conduta ilícita com prejuízo aos cofres públicos, irá cobrar as responsabilidades".

A empreiteira Odebrecht afirma que "não comenta o conteúdo das colaborações individuais", mas diz estar colaborando com a Justiça.

Procurado pela reportagem, o senador José Serra (PSDB) afirma que "essa história é um disparate, não faz o menor sentido".

Índice

PUBLICIDADE

21/11/2018

Bolsonaro decide manter ministro de Temer na CGU

Justiça sob Sergio Moro quer asfixiar o crime organizado

20/11/2018

Moro leva time da Lava Jato para trabalhar em Brasília

Não se cogita privatização, diz futuro chefe da Petrobras

15/11/2018

Embaixador vai assumir a pasta de Relações Exteriores

Lula questiona Lava Jato e nega acusações sobre sítio

Cuba sai do Mais Médicos por divergir de Bolsonaro

14/11/2018

Procuradoria apura mais um caixa 2 de Onyx Lorenzoni

10/11/2018

Bolsonaro não é a volta dos militares, afirma Villas Bôas

Delatores da JBS e vice de Minas Gerais vão para cadeia

Bolsonaro afirma que vai querer conhecer Enem antes

09/11/2018

Ministros do Supremo dizem que reajuste não é aumento

Deputados do Rio são presos por suspeita de mensalinho

08/11/2018

Senado aprova reajuste para ministros do Supremo

Oficial da Marinha deve ir para a pasta da Defesa, diz Mourão

07/11/2018

Presidente eleito defende Constituição e recebe avisos

Bolsonaro é moderado e sensato, afirma Sergio Moro

06/11/2018

Procuradoria pede urgência para julgamento de Battisti

Estrutura para a transição aponta fusão de ministérios

05/11/2018

Em culto, Bolsonaro chora e diz atribuir vitória a Deus

03/11/2018

País teve ao menos 41 casos de agressão à livre expressão

Doria mudou estratégia na reta final para frear França

Moro deve ter confronto de ideias com ministros do STF

02/11/2018

Petistas criticam decisão de magistrado ir para governo

Juiz forçou os limites da lei para combater a corrupção

Moro deixa Lava Jato e terá superministério da Justiça

01/11/2018

Primeira lista para equipe de transição tem 22 nomes

Ciência e Tecnologia terá astronauta como ministro

Jair Bolsonaro indica corte de metade dos ministérios

31/10/2018

Economia terá fusão de pastas em superministério

Moro se diz honrado com possível convite de Bolsonaro

Mackenzie suspende aluno que falou em 'negraiada'

30/10/2018

Doria nega ser linha auxiliar de Bolsonaro

França venceu por 17 votos em Santos

Bairro mais Bolsonaro quer segurança e economia melhor

Filhos de eleito divergem e têm semelhanças com pai

Capitão terá mais de 10 mil cargos de livre nomeação

Bolsonaro quer Moro em ministério ou no Supremo

29/10/2018

PSL conquista 3 estados e terá 14 governos aliados

Com Doria, PSDB se mantém no poder por 28 anos em SP

Grandes cidades do interior paulista dão vitória a tucano

Em São Paulo, Doria encolhe e França fatura de lavada

Capitão reformado vence em 52 de 58 regiões da capital

Militar arrasa o PT em 99 das cem maiores cidades de SP

'Verás que um professor não foge à luta', diz Haddad

Corte de ministérios está entre as primeiras medidas

Do interior de SP às carreiras militar e política no Rio

Em discursos, Bolsonaro fala em liberdade e democracia

Capitão perde para Haddad apenas na região Nordeste

Bolsonaro é eleito presidente

Mais notícias: 1 2 3 4 5 Próximo

De que você precisa?

Copyright Agora. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).